Blog

O que são fintechs?

O que são fintechs?

Já pensou que sua próxima conta bancária pode ser oferecida por uma startup fintech em vez de um banco tradicional?

Se você investe com a Vérios, já deve ter sentido a diferença de uma fintech em relação a uma instituição financeira tradicional. Mas se ainda não está por dentro dessa nova proposta de serviços financeiros, vamos apresentá-la para você.

Categorias: Iniciante, Intermediário, Avançado, Cansou de ler sobre investimentos?

O que é o CDI?

Explicamos o que é o CDI e a taxa DI!

Quem pesquisa sobre investimentos topa com essa bendita sigla o tempo todo! Mas você já parou para pensar sobre o que é o CDI?

CDI significa Certificado de Depósito Interbancário e nada mais é que a taxa de juros pela qual os bancos e demais instituições financeiras emprestam dinheiro uns aos outros. O CDI é definido diariamente e está sempre bem próximo da taxa Selic, a taxa básica de juros da economia.

Categorias: Iniciante, Indicadores econômicos, CDB, LCI e LCA

Como declarar seus investimentos com a Vérios no Imposto de Renda

Entenda como funciona a declaração anual do IR de suas aplicações com a Vérios

Quando desenvolvemos nosso serviço de gerenciamento automático de investimentos, nos esforçamos para minimizar diversas “dores” que as pessoas enfrentam ao lidar com investimentos. Uma delas, certamente, é a Declaração Anual do Imposto de Renda, que costuma ser um suplício para muitas pessoas que conheço.

Quem investe com a Vérios não precisa se preocupar, pois oferecemos todas as informações necessárias para o preenchimento das aplicações em títulos do Tesouro Direto e ETFs no programa da Receita Federal. Veja como funciona.

Categorias: Iniciante, Intermediário, Avançado

TED sem custo: saiba quais bancos oferecem esse benefício

Saiba como fazer TED sem custo

Investir fora do banco é importante para garantir uma boa rentabilidade em suas aplicações. Mas a verdade é que você continuará recebendo seu salário no banco… E todas as vezes que enviar seu dinheiro para sua conta em uma corretora, para que possa aplicá-lo, poderá ter que pagar uma tarifa de transferência. Aí que mora o perigo, pois o custo da TED acaba fazendo muita gente manter os recursos aplicados no banco.

“Ah, como vou ter de pagar X reais todo mês, prefiro deixar no banco mesmo”: esse é o tradicional pensamento de quem decide continuar na inércia do banco.

E assim o hábito de poupar e investir mensalmente é deixado de lado, sem que as pessoas percebam. Afinal, o simples fato de você precisar transferir uma quantia todo mês de um lugar para outro já cria uma espécie de “obrigação”, o que é salutar para quem está dando os primeiros passos no mundo dos investimentos.

Categorias: Iniciante, Intermediário, Avançado

Como ganhei mais tempo e qualidade de vida “automatizando” rotinas

Como ganhar mais qualidade de vida automatizando hábitos

Quanto mais a gente pratica uma atividade no dia a dia, mais fácil é continuar repetindo ela. Inversamente, quanto mais nos habituamos a algum vício, mais difícil é abandoná-lo. A inércia exerce uma influência profunda sobre o nosso comportamento. No livro “O Poder do Hábito”, o jornalista Charles Duhigg explica o funcionamento desse mecanismo através de n exemplos e m pesquisas envolvendo esferas tão distintas quanto dieta, negócios e neurociência.

Formar um hábito é como atravessar uma mata cerrada. A primeira vez requer esforço: você sua, tropeça, aos poucos vai abrindo espaço na base do facão. Na segunda vez a mata continua densa, o chão irregular e cheio de raízes, mas mal ou bem tem um caminho ali, uma trajetória por onde os maiores galhos foram partidos e as maiores pedras empurradas de lado. Lá pela décima vez o caminho já se consolidou bastante: a cada passo dado você partiu mais um galhinho aqui, chutou mais uma pedrinha pra fora ali, arrancou outro arbusto acolá. Atravessar a mata já ficou bem mais fácil do que na primeira vez. Depois que você já percorreu o caminho mil vezes, de tanto passar por lá, a vegetação já está devidamente afastada e o solo aplainado; usar aquele atalho se tornou absolutamente natural, você nem pensa mais sobre ele.

Categorias: Iniciante, Intermediário, Avançado, Planejamento pessoal, Cansou de ler sobre investimentos?

Curso de investimentos para iniciantes: inscreva-se para videoaulas gratuitas

Curso gratuito de investimentos para iniciantes

Aqui na Vérios temos uma grande preocupação com educação financeira. Sim, queremos que as pessoas invistam conosco, mas, antes disso, queremos que elas entendam por que e em que estão aplicando seu dinheiro.

Nós brasileiros fomos criados em uma cultura que não favorece o hábito da poupança (muitos de nós viveram a hiperinflação e seus reflexos) e, além disso, as escolas nunca nos ensinaram como ter um plano de investimento e aplicar uma parte do nosso suado dinheirinho para termos um futuro mais tranquilo. Por tudo isso, muitas pessoas chegavam até nós pedindo “algum material” para estudarem o básico sobre investimentos, pois toda a experiência delas se resumia à caderneta de poupança.

Categorias: Iniciante, Planejamento pessoal, Por dentro da Vérios

Finanças para mulheres? Finanças são pra todos!

Finanças para mulheres: leia o artigo de Maiara Xavier

Em 2006 li um livro, entre tantos outros. Era “o” livro, meu primeiro sobre educação financeira. E ele era direcionado para mulheres.

Além de acreditar que o mestre chega quando o aluno está pronto (no caso, meu mestre foi o livro chegando no momento exato em que eu estava pronta para recebê-lo), acredito também que o mestre chega com linguagem familiar aos nossos ouvidos.

O livro falava comigo. Entendia minhas aflições e apoiava meus sonhos. Era como uma melhor amiga que conhecia meus mais secretos desejos e ainda me mostrava o caminho a seguir.

Categorias: Economia comportamental, Iniciante, Intermediário, Avançado, Planejamento pessoal, Cansou de ler sobre investimentos?

Mercado de capitais: entenda o conceito

Mercado de capitais: entenda o conceito

Para desenvolver projetos de expansão, as empresas precisam de capital. Esse dinheiro pode ser obtido, por exemplo, por meio de captação no chamado mercado de capitais. Os recursos podem ser direcionados para investimentos como: expansão da capacidade, aquisição de outras empresas, ou mesmo alongar o prazo de suas dívidas. E quem “empresta” os recursos às companhias são os investidores, que veem essa quantia se valorizar ao longo do tempo.

Esse processo ocorre com apoio de intermediários financeiros. Além das empresas e dos investidores, outros agentes fazem parte do mercado de capitais, incluindo a bolsa de valores (a BM&FBovespa), bancos de investimento, corretoras, distribuidoras de valores, entre outros prestadores de serviços. Como espécie de xerife do mercado de capitais está a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) – órgão responsável pelo controle, normatização e fiscalização de tudo o que acontece nesse mercado.

Categorias: Iniciante, Intermediário, Economia

Apenas 18% das pessoas que investem com a Vérios são mulheres. Ajude-nos a mudar isso!

Apenas 18% das pessoas que investem com a Vérios são mulheres. Ajude-nos a mudar isso!

Sempre soubemos que a proporção entre clientes homens e mulheres não era nada equilibrada. A maior parte das pessoas que entram em contato conosco todos os dias são homens. Muitos Felipes, Rodrigos, Brunos, Fernandos… Quando, no final do ano passado, fomos checar exatamente o percentual de mulheres entre as pessoas que investem com a Vérios, os números comprovaram nossa suspeita. Elas eram apenas 18%.

Ficamos em choque e muito incomodadas com esse número, tentando entender os motivos. Nossa comunicação nunca foi direcionada apenas a homens, sempre nos preocupamos em explicar as coisas de forma simples e interessante, mas de alguma forma estávamos atraindo e conversando com muito mais homens que mulheres.

Categorias: Iniciante, Intermediário, Avançado, Planejamento pessoal, Por dentro da Vérios

Saber investir pode empoderar uma mulher

Investimentos e mulheres: texto de Carolina Ruhman

Muito tem se falado nos últimos tempos sobre empoderamento feminino: com igualdade de direitos e maior participação social. No entanto, eu vejo tudo isso de uma maneira um pouco diferente. Na minha visão, o verdadeiro empoderamento das mulheres passa pela educação financeira. A mulher só pode se tornar independente e autônoma quando puder bancar suas próprias escolhas.

Desde que lancei o Finanças Femininas, há mais de quatro anos, ouço muito a frase “Eu não preciso”. Descobri que para muitas mulheres, existe alguém (um homem, no geral) que cuida do dinheiro delas. Um pai, um marido, um irmão. O problema é que esta situação acaba gerando uma dependência enorme. Como tomar uma decisão importante na sua vida, se você não sabe se tem dinheiro para aquilo ou não?

Categorias: Economia comportamental, Iniciante, Intermediário, Avançado, Planejamento pessoal, Cansou de ler sobre investimentos?