ETFs superam fundos multimercados em patrimônio

ETFs-superam-fundos-v2

Pela primeira vez, o patrimônio investido em ETFs no mundo superou o de hedge funds (categoria que equivale, no Brasil, aos fundos multimercados). Isso aconteceu no final do primeiro semestre, quando os ETFs alcançaram a marca de US$ 2,971 trilhões em ativos, enquanto os fundos tradicionais ficaram com uma posição de US$ 2,969 trilhões, conforme resultado da pesquisa ETFGI, noticiado pela Folha de S. Paulo ontem1.

Categorias: ETFs, Fundos de investimento, Fundos multimercados

Consultoria de investimento: o que é e como funciona

consultoria-de-investimento

Talvez você já tenha um consultor para orientar seus investimentos ou, quem sabe, está tentando descobrir se precisa mesmo de um. Neste artigo, explicamos o escopo de trabalho do consultor, os benefícios para o investidor e as limitações da sua atuação. Falamos também sobre a consultoria online de investimentos, uma forma de atender que está revolucionando o mercado de investimentos no exterior.

Categorias: Planejamento pessoal, Plano de investimento

ETFs: o futuro do mercado financeiro

etf-baixa

“A maioria dos investidores, tanto institucionais como individuais, verá que a melhor maneira de possuir ações é através de um fundo de índice que cobra taxas mínimas.” Warren Buffet

O famoso economista norte-americano H. Minsky escreveu, em muitas de suas publicações, que um dos motores (da estabilidade e instabilidade) da economia capitalista é a inovação financeira1. O mercado financeiro é especialista em inovar e implementar eficiência.

Nesse aspecto, os fundos de investimento em índices são uma das maiores e mais bem-sucedidas inovações financeiras atuais.

Categorias: ETFs

A crise da Grécia em 5 minutos

Relatório Economia em 5 minutos

A crise da Grécia está nas manchetes de todos os jornais: as possíveis consequências, críticas, opiniões… Mas, de forma rápida e simples, o que está acontecendo?

Em linhas gerais, a Grécia gastou bem mais do que podia1 nas últimas décadas e pediu diversos empréstimos para financiar as suas despesas. Com o estouro da crise em 2008, a tomada de empréstimos ficou cada vez mais difícil e mais cara, por causa da falta de previsibilidade dos acontecimentos futuros e consequentes aumentos de juros. Isso tornou o país refém de sua própria dívida.

Categorias: Cansou de ler sobre investimentos?, Economia, Economia em 5 minutos

Ganância e medo: como o mercado financeiro explora suas emoções

Mascaras da tragedia e da comedia

Responda rápido: você compraria um carro novo se ele custasse 50% a mais que o preço da tabela? Ficaria desesperado e venderia seu apartamento se descobrisse que ele está valendo metade do que você pagou?

Provavelmente, você respondeu não às duas perguntas – afinal, decisões como essas não parecem razoáveis. O que explica, então, comportamentos desse tipo em nossas decisões de investimento?

Veja como o mercado financeiro explora duas emoções intensas e opostas do ser humano – a ganância e o medo -, levando-nos a tomar atitudes que, em outras áreas da nossa vida, julgaríamos irracionais.

Categorias: Planejamento pessoal, Plano de investimento

Qual é o melhor investimento hoje?

Alvo

Se você pesquisou sobre o “melhor investimento” no Google, deve ter encontrado uma enxurrada de páginas oferecendo uma resposta fácil. Algumas vão vender seus produtos financeiros, outras vão fazer indicações com base em previsões sobre a economia, outras ainda vão apresentar rankings de rentabilidade passada…

A resposta que vou dar é um pouco menos pontual, um pouco mais elaborada, mas garanto que será um aprendizado que você vai levar para a vida toda.

Categorias: Aposentadoria, Planejamento pessoal, Plano de investimento

Como investir no exterior com ETFs de bolsa americana

wall-st

Recentemente, mais um cliente nos procurou querendo investir no exterior – vamos chamá-lo de Marcelo. Nós já havíamos notado que o interesse por esse tipo de investimento havia crescido bastante, por diversos motivos.

O cenário político conturbado, a desaceleração econômica nacional e a perda de valor do real em relação ao dólar foram os principais catalisadores desse processo. Muitos investidores ficaram inseguros com as condições do país e resolveram buscar alternativas em “moeda forte”.

Porém, o caso de Marcelo teve desdobramentos marcantes. Vamos explicar um pouco da dificuldade que ele enfrentou tentando acessar o mercado norte-americano do modo tradicional – talvez seja um aprendizado para você não acabar na mesma situação que ele. Em seguida, você vai ver como os ETFs de bolsa americana no mercado brasileiro tornaram muito mais simples diversificar com investimentos no exterior sem ter que mandar dinheiro para fora.

Categorias: Ações, Câmbio e investimentos no exterior, ETFs

Alta dos juros: os dois lados da moeda

Relatório Economia em 5 minutos

Na primeira semana de junho, o o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) fixou a meta da taxa básica de juros da economia, a Selic, em 13,75%. É o maior patamar desde janeiro de 2009. Se por um lado essa alta pode ter resultado em maior rentabilidade em seus investimentos, por outro, há riscos invisíveis que precisam ser observados.

Categorias: CDB, Economia, Economia em 5 minutos, Fundos de investimento, Indicadores econômicos, LCI e LCA, Outros fundos

Como reconhecer o conflito de interesses

Você paga por um serviço e espera que ele seja prestado de maneira a atender os seus interesses. Do outro lado do balcão, porém, também existe alguém com interesses próprios. Quando ambos os lados são motivados em direções opostas, a forma como o serviço é prestado pode ser distorcida, enviesada. É assim que nasce o conflito de interesses.

No mercado financeiro, isso acontece todos os dias, o tempo todo. Você sabe como reconhecer quando está vulnerável a essas situações? Sabe como lidar com isso? Vamos abordar o assunto e dar algumas dicas neste artigo.

Categorias: Planejamento pessoal

Estudo da Vérios inspira reportagem premiada pela CVM

premio

Uma notícia recente deixou nossa equipe bastante animada: a reportagem do jornal Valor Econômico “O custo da inércia”, feita a partir de um levantamento da Vérios, venceu o 9º Prêmio Imprensa de Educação ao Investidor, da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). O resultado foi divulgado no começo do mês de junho.

Nosso estudo mostra que dezenas de fundos de investimento DI e de renda fixa mantidos por bancos de primeira linha cobravam taxas tão altas que os ganhos da instituição tornavam-se superiores aos ganhos dos próprios investidores. Assinada pela jornalista Luciana Seabra, a matéria foi publicada em março de 2014. Saiba mais no artigo Fundos que ganham mais que seus clientes.

Categorias: Por dentro da Vérios