Blog

Artigos na categoria: Plano de investimento

Quer dicas para o seu planejamento pessoal? Leia os nossos conteúdos com foco no planejamento pessoal para fazer o dinheiro render mais.

Aplicações financeiras para o curto, médio e longo prazo

aplicações financeiras

Uma das regras mais importantes na hora de fazer um investimento é definir qual o tempo previsto para você alcançar determinado objetivo. Em geral, as metas são classificadas como de curto prazo (até um ano), médio prazo (um a quatro anos) ou longo prazo (acima de quatro anos). Ao montar sua cesta de aplicações, é preciso adequar o tipo de produto financeiro ao prazo estabelecido.

Para ajudá-lo nessa tarefa, selecionamos os investimentos mais recomendados conforme cada horizonte de tempo.

Categorias: Iniciante, Planejamento pessoal, Plano de investimento

Planejamento financeiro: os 5 pontos mais importantes (e esquecidos) pelos brasileiros

Você pretende manter seu padrão de vida atual quando parar de trabalhar? Se sim, então aposto que você já fez (ou pensou em fazer) um planejamento financeiro.

Sendo este o caso, peço que você reflita sobre ele e responda mentalmente a seguinte pergunta:

Você considera que o seu planejamento atual está adequado para lidar com todos os desafios que o futuro pode trazer?

Segundo este estudo do HSBC, 59% dos brasileiros acham que o seu planejamento financeiro não está sendo feito de forma adequada.

Este dado, apesar de alarmante, traz um ponto bastante positivo: ele mostra que o brasileiro já percebe a importância de se planejar para a aposentadoria. A preocupação em manter um bom padrão de vida mesmo depois de parar de trabalhar é umamuito saudável. Afinal de contas, os problemas da previdência pública estão ficando cada vez mais evidentes.

Categorias: Iniciante, Intermediário, Avançado, Aposentadoria, Planejamento pessoal, Plano de investimento

Onde investir em 2017?

Conheça os melhores investimentos para 2017

Você já está se perguntando onde investir seu dinheiro durante o ano de 2017?

Neste artigo, vamos listar algumas aplicações recomendadas para você ter uma carteira equilibrada, preparada para o cenário de incertezas políticas e econômicas em nosso país.

Seus planos são para o curto prazo?

Se você precisará ter seus recursos de volta em até um ano, evite investimentos com maior volatilidade (ou flutuação de preços). Preocupe-se também em ter liquidez: escolha aplicações que permitam que você resgate seu dinheiro em poucos dias.

Nesse caso, os melhores investimento para 2017 são aqueles cujo rendimento é dado em função da taxa básica de juros do país, a Selic. Veja algumas opções:

Categorias: Iniciante, Intermediário, Avançado, Planejamento pessoal, Plano de investimento, ETFs, Títulos públicos

O que descobri quando tentei criar meu próprio modelo para investir

História do cliente João Paulo Albuquerque

Cada pessoa que hoje investe com a Vérios viveu uma trajetória única de descobertas. Abrimos este espaço para que elas possam narrar suas histórias de superação e aprendizado com as próprias palavras. Boa leitura e… senta que lá vem história!  

Sou engenheiro, portanto com boa formação em matemática. Nos cursos de engenharia, somos treinados a abordar problemas usando a matemática, essa é uma maneira de encontrar as soluções. O fato é que procuro racionalizar as situações antes de tomar decisões. Independentemente da minha profissão, isso já faz parte da minha personalidade.

Categorias: Iniciante, Intermediário, Avançado, Carteira inteligente, Planejamento pessoal, Plano de investimento, Por dentro da Vérios

Investimento em renda fixa: confira 3 aplicações para diversificar

investimento em renda fixa

As aplicações financeiras de renda fixa são as que mais aguçam o paladar do investidor brasileiro. Segundo um estudo recente da Anbima, 82,1% do portfólio dos aplicadores estão alocados entre títulos, fundos de renda fixa e poupança, o que ilustra a predileção do poupador por essas classes de ativos.

Entre os motivos que ajudam a explicar a preferência pelos investimentos de renda fixa, um dos principais é a alta taxa de juros no Brasil — mesmo em ritmo de queda, o juro básico da economia (Selic) ainda está atualmente em 12,25% ao ano. Para se ter uma ideia, nos Estados Unidos, a taxa básica de juros está entre 0,25% e 0,50% ao ano.

Mas você sabe a importância do investimento em renda fixa? Para começar, é preciso conhecer as características dessas classes de ativos.

Categorias: Iniciante, Intermediário, Plano de investimento, Títulos públicos

O que são juros prefixados e pós-fixados?

Quando alguém comenta sobre juros, na maioria dos casos a reação é de espanto, principalmente se o ouvinte estiver com contas atrasadas. Em geral, a palavra “juro” é associada a dívidas e inadimplência, fantasmas que atualmente assustam milhões de brasileiros.

Em vez de se enrolar com as altas taxas cobradas em linhas de crédito, você sabia que é possível aproveitar os juros a seu favor? Com a taxa básica de juros da economia (a chamada Selic) a 14,25% ao ano, as aplicações financeiras de renda fixa ficaram bem atraentes. Isso porque o juro nada mais é que a remuneração que você recebe nessas modalidades de investimento.

Categorias: Iniciante, Plano de investimento, Títulos públicos

Como investir na bolsa de valores

Após atravessar turbulências em 2015, a bolsa de valores brasileira virou o jogo e voltou a chamar a atenção dos investidores pessoa física. O índice IBr-X 100, que reúne as 100 mais negociadas e relevantes ações listadas na BM&F Bovespa, registrou alta de 30% em 2016. De acordo com reportagem do jornal Valor Econômico, o fluxo da bolsa aumentou nos últimos 12 meses e os índices dispararam, principalmente com uma diminuição da percepção de risco político1.

Diante disso, você pode estar se perguntando: é hora de surfar essa onda, ou seja, vale a pena investir em ações neste momento? A resposta é inevitavelmente incerta. Assim como na vida não dá para saber como será o amanhã, no mercado acionário também não é possível determinar com precisão o que ocorrerá daqui a uma semana ou um ano.

Em época de mar agitado, ir com muita sede ao pote pode fazer com que você se afogue. Essa regrinha serve para o investimento em ações. Também não dá para seguir todo e qualquer conselho ventilado por aí, dizendo “compre (ou venda) suas ações porque você pode ficar pra trás”.

Categorias: Iniciante, Plano de investimento, Ações, ETFs

Como surfar na onda do “tsumoney”

Se você já acompanha nossos artigos há um tempo, deve ter estranhado esse título.

Você está certo(a), não temos essa pegada sensacionalista. Para nós, vale muito mais te orientar de forma consistente, prezando pela segurança do seu dinheiro e por sua tranquilidade. Mas… fazer isso não é muito atraente. “Investir bem é tão empolgante quanto assistir à grama crescer”, já disse o consultor Carl Richards, com razão.

Porém, o título que escolhemos para este artigo, apesar de chamativo, faz todo o sentido: vamos realmente mostrar o que você precisa fazer para surfar na onda do tal “tsumoney”.

Categorias: Iniciante, Intermediário, Plano de investimento, Ações, ETFs

[Planilha] Compare rentabilidades de CDB, LCI, LCA e Tesouro Selic

Qual investimento é melhor: uma LCI que paga 80% do CDI ou o Tesouro Selic (LFT)?

Recebemos questionamentos como esse frequentemente. Quem faz a pergunta geralmente leva em conta apenas a rentabilidade dos títulos.

Categorias: Intermediário, Avançado, Sem categoria, Plano de investimento, CDB, LCI e LCA, Títulos públicos

Como investir de forma inteligente, sem ser um especialista

Imagem: que caminho seguir? Interrogações

Se você está aqui lendo este artigo, é porque tem um problema: você quer investir bem o seu dinheiro. Certo?

Você não está procurando soluções financeiras porque não tem mais o que fazer. Você está aqui porque tem um problema e busca resolvê-lo da melhor forma possível. Mas isso cria um outro problema: qual é a maneira mais inteligente de investir? Como descobrir isso com uso eficiente dos seus recursos, incluindo seu tempo?

Categorias: Planejamento pessoal, Plano de investimento, Por dentro da Vérios