Blog

Artigos na categoria: Títulos públicos

Quer dicas sobre os títulos públicos? Leia os nossos conteúdos com foco nos títulos públicos para fazer o dinheiro render mais.

Onde investir em 2017?

Conheça os melhores investimentos para 2017

Você já está se perguntando onde investir seu dinheiro durante o ano de 2017?

Neste artigo, vamos listar algumas aplicações recomendadas para você ter uma carteira equilibrada, preparada para o cenário de incertezas políticas e econômicas em nosso país.

Seus planos são para o curto prazo?

Se você precisará ter seus recursos de volta em até um ano, evite investimentos com maior volatilidade (ou flutuação de preços). Preocupe-se também em ter liquidez: escolha aplicações que permitam que você resgate seu dinheiro em poucos dias.

Nesse caso, os melhores investimento para 2017 são aqueles cujo rendimento é dado em função da taxa básica de juros do país, a Selic. Veja algumas opções:

Categorias: Iniciante, Intermediário, Avançado, Planejamento pessoal, Plano de investimento, ETFs, Títulos públicos

O conceito de “duration” nos investimentos

Duration nos investimentos

O mercado financeiro é um terreno fértil e propício ao cultivo de jargões — eles pululam sem trégua só para dificultar nossa missão de traduzir o financês. Tudo bem, não desistimos fácil! Dessa vez, nosso desafio é esclarecer o conceito de duration (um jargão em inglês, ainda por cima!).

Se você investe em títulos públicos prefixados e indexados à inflação, a gestão do duration (a tradução literal é “duração”, mas ninguém fala assim) é vital para a controle do risco da sua carteira de investimentos.

Resumidamente, o duration é o tempo médio em que você recebe os pagamentos de um investimento. Mas, calma, vamos entender isso com a ajuda de algumas analogias bem didáticas. Em seguida, vou explicar como ele é aplicado para otimizar sua rentabilidade mantendo constante o nível de risco da sua carteira.

Categorias: O que você precisa saber, Avançado, Títulos públicos

Investimento em renda fixa: confira 3 aplicações para diversificar

investimento em renda fixa

As aplicações financeiras de renda fixa são as que mais aguçam o paladar do investidor brasileiro. Segundo um estudo da Anbima, divulgado em abril deste ano, 82,1% do portfólio dos aplicadores estão alocados entre títulos, fundos de renda fixa e poupança, o que ilustra a predileção do poupador por essas classes de ativos.

Entre os motivos que ajudam a explicar a preferência pelos investimentos de renda fixa, um dos principais é a alta taxa de juros no Brasil – o juro básico da economia (Selic) está em 14% ao ano. Para se ter uma ideia, nos Estados Unidos, a taxa básica de juros está entre 0,25% e 0,50% ao ano.

Mas você sabe a importância do investimento em renda fixa? Para começar, é preciso conhecer as características dessas classes de ativos.

Categorias: Iniciante, Intermediário, Plano de investimento, Títulos públicos

Tesouro Direto: o que é e como funciona

tesouro direto

Apesar de não ser tão novo assim, o Tesouro Direto ganhou fama mais recentemente. A combinação de inflação elevada e juros altos beneficiou um conjunto de aplicações financeiras de renda fixa, que passaram a exibir rendimento bem superior à tradicional caderneta de poupança. É o caso dos títulos públicos oferecidos no Tesouro Direto.

Para se ter uma ideia, o total de investidores cadastrados no Tesouro Direto chegou a 885.286 em julho, o que representa um salto de 64,86% em relação ao mesmo mês do ano passado, segundo os dados mais recentes do Tesouro Nacional. O saldo de recursos aplicados cresceu 4,16% no mesmo período, atingindo R$ 34,15 bilhões em julho.

Categorias: Iniciante, Intermediário, Como funcionam, Títulos públicos

O que são juros prefixados e pós-fixados?

Quando alguém comenta sobre juros, na maioria dos casos a reação é de espanto, principalmente se o ouvinte estiver com contas atrasadas. Em geral, a palavra “juro” é associada a dívidas e inadimplência, fantasmas que atualmente assustam milhões de brasileiros.

Em vez de se enrolar com as altas taxas cobradas em linhas de crédito, você sabia que é possível aproveitar os juros a seu favor? Com a taxa básica de juros da economia (a chamada Selic) a 14,25% ao ano, as aplicações financeiras de renda fixa ficaram bem atraentes. Isso porque o juro nada mais é que a remuneração que você recebe nessas modalidades de investimento.

Categorias: Iniciante, Plano de investimento, Títulos públicos

É seguro investir no Tesouro Direto?

Com o retorno minguado da poupança, os brasileiros têm buscado alternativas para fazer o dinheiro render mais. Entre tantas opções disponíveis no mercado, os títulos públicos ganharam fama e continuam protagonistas no cenário atual de crise econômica.

Apesar da popularidade crescente, o investimento nesse tipo de aplicação financeira ainda gera bastante desconfiança entre as pessoas. Afinal, é seguro investir no Tesouro Direto? “Mas se a economia do país anda tão mal das pernas, não vou perder dinheiro?”, é o que muitos se questionam.

Categorias: Iniciante, Intermediário, Títulos públicos

[Planilha] Compare rentabilidades de CDB, LCI, LCA e Tesouro Selic

Qual investimento é melhor: uma LCI que paga 80% do CDI ou o Tesouro Selic (LFT)?

Recebemos questionamentos como esse frequentemente. Quem faz a pergunta geralmente leva em conta apenas a rentabilidade dos títulos.

Categorias: Intermediário, Avançado, Sem categoria, Plano de investimento, CDB, LCI e LCA, Títulos públicos

Pelo 3º ano, CVM premia matéria que teve colaboração da Vérios

Pelo terceiro ano consecutivo, uma reportagem com colaboração da Vérios foi premiada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) entre as melhores iniciativas na imprensa para educação do investidor. Parece até que é marmelada, mas a verdade é que a educação financeira está em nosso DNA!

Neste ano, foi a matéria “Tesouro mais direto”, publicada pelo jornal Valor Econômico em 27/05/2015 e assinada pela jornalista Beatriz Cutait, que levou o Prêmio Imprensa de Educação ao Investidor na categoria jornal de alcance nacional.

Categorias: Vérios na mídia, Por dentro da Vérios, Títulos públicos

Entenda o rendimento dos títulos do Tesouro Direto

gráficos de rentabilidade dos títulos do Tesouro Direto

Investir nos títulos do Tesouro Direto é uma maneira segura e de baixo custo de diversificar suas aplicações. O problema é que, para muitas pessoas, a rentabilidade desses títulos ainda é difícil de compreender. No vídeo que gravei para este artigo, vou explicar um pouco do comportamento dos títulos para que você possa compará-los e tenha noção de como eles funcionam historicamente.

Categorias: Intermediário, Títulos públicos