Com a bolsa em queda, o que fazer com seu investimento em ações?

Apenas no mês de agosto, o Ibovespa, principal índice de ações da bolsa brasileira, desvalorizou 6,56%. A situação do principal índice de ações das bolsas de Nova York é semelhante: no mesmo período, o S&P 500 registrou queda de 6,47% em dólares. Diante desse cenário, o que você deveria fazer com seus investimentos em ações?

“O que você NÃO deveria fazer é entrar em pânico e vender tudo, mas infelizmente é o que a maioria das pessoas faz. É invariavelmente um erro e deveria ser evitado a todo custo”  – Burton Malkiel

Essa é a resposta do consagrado economista Burton Malkiel, autor de “A Random Walk Down Wall Street”, livro publicado em 1973 que contribuiu para a revolução dos fundos de índice nos Estados Unidos. Hoje, Malkiel é professor emérito da Universidade de Princeton e Chief Investment Officer do Wealthfront, o serviço de investimento automatizado lançado em 2013 responsável pela gestão de mais de 2,6 bilhões de dólares de seus clientes.

Veja abaixo a resposta de Burton Malkiel no vídeo divulgado pelo Wealthfront (disponível apenas em inglês).

Para Malkiel, a interpretação que o investidor deveria ter é que as ações estão “em liquidação”, então pode ser um bom momento para fazer mais aportes.

Usando um exemplo escrito por Warren Buffet, o economista faz a seguinte reflexão: Suponha que você ama hambúrgueres e vai comer hambúrgueres a vida toda. Você prefere que o preço dos hambúrgueres aumente ou diminua? Se vai comer hambúrgueres toda semana, você prefere que eles custem menos. Essa todo mundo acerta. Mas então por que as pessoas erram essa pergunta quando o assunto são as ações? Elas vão investir ao longo da vida toda, por que elas querem preços altos? Elas deveriam querer preços baixos.

A exceção ficaria por conta das pessoas aposentadas, que já estão resgatando seus investimentos para custear suas despesas. “São as únicas pessoas que deveriam desejar que os preços subam”, afirma.

Nos Estados Unidos, o investimento em ações é muito mais popular que no Brasil. Mesmo as carteiras conservadoras costumam ter um percentual considerável alocado em ações.

E você, tomou alguma medida com seus investimentos em ações? Como está reagindo às notícias sobre a perda do grau de investimento? O que acha da resposta de Burton Malkiel? Conte pra gente nos comentários abaixo.

Com a bolsa em queda, o que fazer com seu investimento em ações?
5 (100%) 1 voto

Categorias: Serviço de investimento automatizado, Planejamento pessoal, Fundos de ações, Ações
  • Vander Souza

    Ola, em abril, tive a infelicidade de comprar um fundo de ações do banco Itau (Grupo Itau Ações), quando as ações do banco atingiram o teto este ano, algo em torno de R$ 36/ação. Hoje elas valem em torno de R$ 26, mas não estou pensando em sair agora. Na verdade, queria comprar mais um pouco para fazer preço médio e lá na frente (daqui um ano espero), ver que tomei a decisão certa. Para se manter em ações na estratégia buy-and-hold, tem que ter estômago. Estou testando minha paciencia…

    • É difícil, mesmo, Vander. Antes de colocar dinheiro em ações, a gente precisa ter muita certeza de que é um dinheiro de longo prazo e de que estamos preparados para enfrentar as fases ruins. Outra coisa boa que vc deveria tentar é diversificar em vários papéis, não concentrar em apenas uma empresa. Abs!