Postado em: Destaques, Planejamento pessoal, Plano de investimentoPor:
17 de Abril de 2018 Ultima atualização: 17 de agosto de 2018

Como comparar investimentos? 5 cuidados que você precisa tomar

17 de Abril de 2018

Quando precisa comprar um produto, o que você faz? Compra na primeira loja que encontra ou pesquisa em diferentes lojas para encontrar o melhor custo-benefício? Esperamos que seja a segunda opção! Na hora de investir, o conceito é o mesmo. Antes de aplicar o seu dinheiro, é muito importante comparar os investimentos disponíveis para escolher o que melhor se encaixa na sua vida.

No mundo dos investimentos, existem infinitas possibilidades. Tanto de produtos (Tesouro Direto, CDBs, ações, etc) quanto de instituições (diferentes bancos, corretoras ou financeiras) e até mesmo os serviços mais completos de robôs de investimento, como a Vérios. Pode parecer difícil comparar investimentos e escolher, mas é muito mais simples do que você imagina.

Comparar investimentos vai muito além de comparar rentabilidade

Na hora de escolher um investimento, a maioria das pessoas vai pela rentabilidade. Se A está rendendo mais que B, obviamente A é a melhor opção, certo? ERRADO! Existem diversos fatores que você precisa levar em conta antes de aplicar o seu dinheiro.

É aí que entra a importância de comparar investimentos. Ao analisar o que está disponível, você seleciona a melhor opção para o SEU bolso (e de mais ninguém!). É para ajudar com isso que nós do Yubb estamos aqui no blog da Vérios!

Neste artigo, vamos te mostrar cinco pontos que você precisa considerar e que comprovam que comparar investimentos é uma tarefa muito importante. Depois de ler, esperamos que você nunca mais invista na primeira aplicação que te oferecerem no banco 🙂

Comparar investimentos: por que é importante?

1) Encontre o melhor investimento para o seu objetivo

Qual é o seu objetivo financeiro? Na hora de guardar dinheiro e investir, qual é o seu sonho? É muito importante que você tenha a sua meta definida! Pode ser uma viagem, um apartamento ou até apenas guardar dinheiro para aposentadoria tranquila. Você decide!

Com o objetivo definido, você precisa escolher um investimento que te ajude a realizá-lo. Para encontrar esse investimento, você precisa comparar.

Muito dificilmente você vai encontrar, de primeira, a melhor aplicação para realizar o seu sonho. É preciso buscar para encontrar as características que você precisa: rendimento, liquidez, tributação, entre outros. Só depois de ter pesquisado diversas opções, você encontra o que é realmente o ideal para você.

Comparando na prática

Suponha que seu sonho seja fazer um intercâmbio no próximo ano. Ou seja, é um objetivo de curto prazo, que demanda investimentos com prazos de vencimentos próximos. Também precisa ser algo bastante seguro (você não quer perder dinheiro e não concretizar a viagem, né?) e que tenha liquidez diária (para que você possa tirar o dinheiro para comprar a passagem, por exemplo).

Nesse caso, é importante comparar os investimentos para encontrar uma opção que se encaixe em todas as suas demandas. Não adianta nada encontrar uma boa rentabilidade, mas em uma aplicação que só pode ser resgatada daqui a dois anos. Você não tem esse tempo!

Além disso, por se tratar de um intercâmbio, quanto mais dinheiro guardado você tiver, melhor para viver no outro país. Isso significa que você precisa encontrar, dentre as opções mais conservadoras, uma que se encaixe nas características necessárias e que traga um bom rendimento. Como fazer isso? Comparando!

2) Obtenha um bom rendimento

Esse, como vimos, é o motivo mais óbvio para comparar: obter um bom rendimento. Por mais que a rentabilidade não seja necessariamente a característica mais importante do investimento, quando você investe sem comparar, pode acabar percebendo (às vezes tarde demais) que seu dinheiro estava mal aplicado.

Na hora de escolher um investimento, ver a rentabilidade antes de outros fatores pode ser um tiro no pé. Mas, se você já analisou as características do investimento — principalmente o risco! — e elas batem com o seu objetivo financeiro, compare as rentabilidades. 

Comparando na prática

Você tem conta no banco X e decide tirar o dinheiro da poupança e começar a investir. O gerente do banco te indica um fundo de investimento da própria instituição e você aceita. Alguns meses depois, percebe que o fundo não rendeu quase nada, seu dinheiro continua igual.

Conversando com um amigo, descobre que ele investiu em um fundo Y e que está rendendo muito mais que o seu. Se, há alguns meses, você tivesse pesquisado e comparado os fundos de investimento do mercado, teria descoberto o fundo Y e, provavelmente, teria ganhado mais dinheiro.

3) Assuma riscos em linha com seu perfil

Se você tem um perfil de investidor conservador, colocar a maior parte do seu dinheiro em renda fixa pode ser uma ótima solução para que você se sinta confortável com suas aplicações. Já para quem é mais arrojado, aplicar uma parte do dinheiro em renda variável pode ser melhor.

Mas mesmo os investimentos de renda fixa têm risco. Existem aqueles que são garantidos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) e os títulos públicos garantidos pelo Tesouro Nacional.

Isso significa que existem diferentes tipos de risco. Não adianta você encontrar uma ótima rentabilidade, mas que é muito arriscada para o seu perfil. Antes de investir, você precisa definir qual é o risco que está disposto a correr, ver quais são as opções disponíveis, compará-las e, só depois disso, aplicar o dinheiro.

Comparando na prática

Você é um investidor conservador e isso significa que as aplicações em renda fixa são as melhores para você. Dando uma olhada no site da sua corretora, você encontra uma opção em LF (Letra Financeira) com um rendimento incrível. “Eu sou conservador, LF é renda fixa: perfeito!”.

O que você não sabe é que, mesmo sendo renda fixa, o investimento em LF não é garantido pelo FGC. Ou seja, você está totalmente desprotegido e correndo o risco de perder dinheiro.

Nesse caso, como você não comparou os investimentos, acabou correndo um risco que nem era para correr! Escolheu um investimento que só parecia apropriado para o seu perfil, mas não era. Se tivesse comparado diferentes produtos e instituições, teria encontrado outras opções tão boas quanto e ainda com a garantia do FGC.

4) Economize dinheiro

Tributação do Imposto de Renda, taxa de administração, performance, custódia, corretagem, etc, etc e etc. No mundo do investimentos, existem muitas taxas! Algumas delas são impossíveis de serem evitadas, mas algumas outras dá para evitar.

Por exemplo, em vez de investir pelo banco que está sempre acostumado, o que acha de procurar novas opções de instituições financeiras? Comparando, você pode encontrar diferentes taxas e escolher uma que cobre menos. Assim, você economiza dinheiro!

Comparando na prática

Você tem conta na corretora Z e só investe por lá. Gosta de investir em ações da bolsa de valores e em fundos de investimento. Em um determinado momento, quer uma aplicação mais conservadora e deseja comprar um título do Tesouro Direto.

Como a “sua” instituição é habilitada para operar com o Tesouro, vai lá e compra o título — como você sempre esteve acostumado. Na hora de ver o rendimento, percebe que a corretora cobrou uma taxa pelo investimento. Ué, mas Tesouro Direto não é taxa zero?”.

A maioria das corretoras não cobra nenhuma taxa de administração sobre as aplicações em Tesouro Direto, mas existem alguns casos em que ainda cobram. Bancos tradicionais, então, sempre cobram — e cobram caro! Se você tivesse investido por outra corretora, teria economizado o dinheiro da taxa! Era só ter comparado as instituições antes de sair investindo. (Saiba mais sobre as taxas do Tesouro Direto)

5) Não tenha surpresas desagradáveis

Muita gente precisa investir, mas já tem “data marcada” — sabe que vai precisar retirar o dinheiro dali a tantos meses. Em outros casos, a pessoa quer ter um rendimento maior que o da poupança, mas faz questão da praticidade de retirar o dinheiro a qualquer momento.

Nesses dois casos (em que o prazo de vencimento e a liquidez são fatores essenciais), o investidor não pode correr o risco de ter um susto no futuro! É preciso saber exatamente onde você está aplicando o seu dinheiro para não se assustar.

Ao comparar os investimentos disponíveis e entender as características de cada um, dificilmente você vai ter alguma surpresa no futuro. Isso traz mais tranquilidade e estabilidade na hora de investir.

Comparando na prática

Você quer sair da poupança e começar a investir, mas não tem uma quantia suficiente para ter uma reserva de emergência. Se você procurar o melhor investimento apenas pela rentabilidade, provavelmente pode cair em uma furada.

Como você não tem uma reserva, precisa aplicar o seu dinheiro em investimentos com liquidez diária, ou seja, em que você pode resgatar o dinheiro a qualquer momento. Com uma pesquisa, descobre que os investimentos com essa característica são: Tesouro Direto, CDBs e outros.

Ao compará-los, você pode escolher exatamente qual se encaixa nas suas demandas para não ter nenhuma surpresa no futuro. Imagina colocar o seu dinheiro em um investimento com liquidez no vencimento e ficar com o dinheiro preso? Compare as opções disponíveis para não ter nenhuma surpresa no futuro.

***

Agora que você já sabe a importância de comparar investimentos, chegou a hora de botar a mão na massa, né? Para facilitar o seu trabalho, o Yubb, além de ser um buscador de investimentos, também permite a comparação de aplicações de renda fixa. E você também pode acessar informações sobre as carteiras da Vérios lá!

Este artigo foi útil para você?
Como comparar investimentos? 5 cuidados que você precisa tomar
4.3 (85%) 16 votes

Compartilhe:
17 de Abril de 2018
Ultima atualização: 17 de agosto de 2018

Você pode gostar também…

864147 min de leitura

Rentabilidade da Vérios em 2017

É muito comum no mercado financeiro que as gestoras divulguem os resultados de seus produtos do ano anterior. Na Vérios não concordamos muito com isso, pelo simples m...

Continue lendo
1576457 min de leitura

Títulos do Tesouro: em qual investir? Selic, Prefixado ou IPCA+?

LFT, NTN-B, LTN… A mudança dos nomes dos títulos do Tesouro Direto ajudou a diminuir a sopa de letrinhas, mas não a dificuldade que investidores iniciantes experime...

Continue lendo
700222 min de leitura

Simulador do Tesouro Direto: conheça a ferramenta gratuita da Vérios

Quer entender a rentabilidade dos títulos públicos do Tesouro Direto em apenas um clique? Então conhecça o Simulador do Tesouro Direto que criamos!

Continue lendo

Autores

Bernardo é fundador e CEO do Yubb, buscador de investimentos totalmente gratuito para qualquer pessoa encontrar opções para aplicar melhor seu dinheiro. Bernardo é formado em Direito pela Universidade de São Paulo (USP)

Débora é produtora de conteúdo no Yubb e formada em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Comentários