Como economizar dinheiro para investir

6 dicas para conseguir economizar dinheiro

Você sabia que há uma enorme diferença entre poupar dinheiro e investir? A menos que você tenha a sorte de ter tido uma educação financeira de berço, é improvável que alguém tenha te ensinado isso.

Economizar dinheiro e investir: ambos devem ter lugar em sua vida, mas eles têm papéis bastante diferentes. Além disso, o modo como você lida com suas economias e com seus investimentos pode representar o alcance, ou não, do seu sucesso financeiro.

Ficou interessado e quer entender melhor sobre o assunto? Continue a leitura do texto e confira seis dicas para conseguir economizar para investir! Mas primeiro vamos esclarecer uma coisa.

Qual é a diferença entre economizar e investir?

Economizar é, basicamente, deixar de gastar dinheiro com algo e colocá-lo em uma reserva, pouco a pouco. Você geralmente economiza até ter condições de pagar por um objetivo específico (como um carro, uma viagem, aquele computador ou smartphone de última geração) ou para cobrir qualquer emergência que possa surgir.

Investir, por outro lado, consiste em aplicar uma parte do seu dinheiro com a finalidade de que ele cresça e traga rendimentos. Para isso, você precisa alocar seu dinheiro em ativos financeiros, como por exemplo títulos públicos, privados, ações.

O começo

Independentemente da sua intenção (economizar ou investir), tudo começa com a capacidade de poupar, um hábito que vai contribuir para melhorar não só suas finanças mas também sua qualidade de vida.

Tudo começa com a capacidade de poupar, um hábito que vai contribuir para melhorar não só suas finanças mas também sua qualidade de vida

Neste ponto, é necessário entender que o hábito de poupar se torna muito mais fácil quando você tem um orçamento definido, pois somente depois de elaborar um orçamento e ter real noção da sua situação financeira é que você consegue saber quais são seus gastos obrigatórios e consegue eliminar aqueles considerados supérfluos (ou desnecessários).

Ademais, a partir do momento em que você começa a poupar, passa a prezar por melhores hábitos de consumo e a lidar com seu dinheiro de maneira mais inteligente.

Como criar um orçamento familiar?

Essa é a parte simples, criar um orçamento familiar se resume a controlar as receitas e despesas do mês.

Receita: tudo aquilo que você recebe em dinheiro, por exemplo: salário, bonificação, venda de algum bem.

Despesa: tudo aquilo com que seu dinheiro é gasto. Por exemplo, contas de consumo da casa, saúde, alimentação, lazer, entre outras.

Ao registrar e organizar essas informações, é possível ter um controle efetivo sobre tudo que você recebe e tudo que você gasta.  Quando sua receita é maior que sua despesa, então você tem um saldo positivo e pode começar a pensar em economizar para realizar algum objetivo ou iniciar seus investimentos.

Quando sua receita é maior que sua despesa, você pode começar a pensar em economizar para iniciar seus investimentos

Embora essa seja uma tarefa relativamente simples, muitas pessoas não têm disciplina para realizá-la. Você se enquadra nesse perfil? Não precisa se preocupar, já existem várias ferramentas que facilitam a criação de orçamentos e o registro de despesas e receitas online, sem nenhuma complicação.

Uma destas ferramentas é Mobills, um aplicativo de controle financeiro online, disponível tanto na web como em smartphones Android, iOS e Windows Phone, o qual permite que você tenha total controle de suas finanças.

Caso você já consiga ver o dinheiro sobrando no final do mês, mas ainda não começou a investir, a criação de um orçamento e um melhor registro dos seus dados já pode ser suficiente para que você possa iniciar seus investimentos em breve. Contudo, se você ainda está longe de alcançar o saldo positivo, preparamos algumas dicas para você chegar lá! Confira!

1. Evite parcelamentos

No Brasil, com a popularização dos cartões de crédito, os parcelamentos se tornaram uma das causas mais frequentes do descontrole financeiro. Parcelas a perder de vista podem ser grandes vilãs do seu orçamento.

Tente economizar um pouco para conseguir comprar à vista e ainda conseguir um bom desconto. Caso já tenha dívidas parceladas, procure quitá-las e estabeleça como meta evitar parcelamentos no futuro.

2. Defina metas de economia

Se você começar a economizar 1% da sua receita por três meses, logo aprenderá a viver apenas com os outros 99%. Você pode aumentar para 5% no quarto mês e viver com os outros 95%. Depois passar para 10% e assim por diante, até conseguir economizar pelo menos 15% da sua renda mensal.

O mais importante é definir um valor a poupar, de acordo com a sua realidade, e fazer isso até conseguir atingir suas metas e objetivos.

3. Economizar apenas alguns reais faz diferença

Mesmo se você estiver comprometido em juntar dinheiro, você pode cair na armadilha de gastar um extra de R$ 5 aqui, ou R$ 7 ali, pensando que não é muito e que não vai te fazer falta.

Entretanto, uma das bases de poupar é entender o valor temporal do dinheiro — ou seja, o conceito de que R$ 1 hoje é mais valioso do que R$ 1 daqui a um ano. Pode até parecer pouco no início, mas a simples iniciativa de começar a economizar pode ajudar a transformar o seu orçamento e sua vida nos próximos 10 anos.

4. Defina seus objetivos

Onde você quer usar seu dinheiro? Na compra de uma casa própria? Um carro ou uma viagem de intercâmbio? Se você não tem metas, talvez não se incomode ao ponto de querer economizar, mas quando você pensa em uma, você já tem um caminho. Tendo um objetivo maior em vista você irá poupar e investir em busca daquilo.

5. Registre tudo

Já mencionamos isso anteriormente, a repetição é só para frisar a importância de tal atitude. Saber todos os seus gastos mensais é fundamental para começar a reduzir suas despesas diárias e mensais.

6. Reflita e corte despesas

Agora que você já sabe para onde seu dinheiro vai, fica mais fácil enxugar os gastos. Inicie cortando aquilo que, depois de uma avaliação mais aprofundada, você considerou desnecessário.

Não pense em poupar só quando estiver ganhando mais, comece agora. O importante não é o quanto você ganha, mas o quanto você guarda

Aquele chocolate caríssimo? Comer fora todos os dias durante a semana?  Ir ao cinema cinco vezes no mês? Com certeza você irá encontrar alguns excessos. Não pense em poupar só quando estiver ganhando mais, comece agora. O importante não é o quanto você ganha, mas o quanto você guarda.

Você está pronto para investir?

Ao realizar os passos sugeridos acima, você provavelmente estará apto para alçar voos mais altos e investir pode ser uma ótima maneira de obter mais do seu dinheiro. 

Porém, é necessário definir quais são os seus objetivos e quando você pretende alcançá-los, se no curto, médio ou longo prazos. Veja qual o tempo médio de cada um dos tipos de objetivos:

Objetivos de curto prazo: você planeja fazer em até um ano e meio.

Objetivos de médio prazo: você planeja fazer daqui a um ano e meio até quatro anos.

Objetivos de longo prazo: são aqueles em que você não precisará do dinheiro em menos de quatro anos.

Já tem tudo definido? Então, chegou o momento de saber onde investir, mas aí é a especialidade da Vérios, então é só dar uma navegada pelo aqui pelo blog.

E aí, gostou das nossas dicas sobre como economizar para investir? A educação financeira é o primeiro passo para realizar seus objetivos. Veja qual fórmula se adequa melhor para você e comece o quanto antes. Agora não tem desculpa.

Para mais dicas sobre controle financeiro visite o Portal Mobills.

Como economizar dinheiro para investir
4.86 (97.14%) 7 votos

Categorias: Iniciante, Planejamento pessoal
  • Renan Mazzarolo

    Uso o Mobills e a Vérios e recomendo a todos 😀!

    • Victor Hugo

      Valeu, Renan!

      Leitor de carteirinha do Portal Mobills e sempre muito participativo. 😀

      Forte abraço

  • Tonzinho

    Legal, mas não concordo com a dica de não fazer compras parceladas no cartão. No meu caso eu parcelo o máximo possível no cartão para que eu vá pagando pouco a pouco com os juros do investimento.

    • Victor Hugo

      Olá, Tonzinho. Boa tarde!

      Eu escrevi o texto e faço parte da equipe da Mobills. Na verdade, o foco desse texto foi para pessoas que não conseguem sequer economizar algum dinheiro para poderem investir. Você aparentemente já está em outra situação e, neste caso, os parcelamentos podem ser válidos.

      O que ocorre é muitos dos brasileiros fazem diversos parcelamentos, sem nenhum planejamento financeiro e acabam se perdendo em meio a tantas parcelas. Espero que sua estratégia esteja funcionando muito bem. 😀

      Forte abraço

  • Eric Santos

    Preciso de uma planilha pra usar no PC, alguém sugere uma ?