Custos ou taxas dos fundos de investimento

Para funcionar, um fundo de investimento depende de diversas instituições. Dentre elas estão os gestores, custodiantes, administradores, auditores, distribuidores e órgãos de fiscalização. Cada uma dessas entidades tem sua própria estrutura e equipe, com os respectivos custos.

A taxa de administração, que remunera a maior parte dessas estruturas, é o principal custo do fundo para quem investe. Fundos de gestão mais complexa costumam cobrar taxas mais altas que fundos mais simples, como os de renda fixa.

Há fundos que cobram também a taxa de performance, geralmente sob a forma de um percentual do rendimento que exceder a meta do fundo.

Custos trabalham contra sua rentabilidade

Os custos trabalham contra a rentabilidade do fundo. Um bom gestor deve ser capaz de gerar ganhos com o seu dinheiro que paguem todos os custos da estrutura e ainda agreguem valor ao seu investimento, acima dos benchmarks de mercado.

No Brasil, a rentabilidade divulgada pelos fundos de investimento já é líquida das taxas de administração e performance, mas alguns fundos possuem ainda outros tipos de taxas.

É o caso, por exemplo, de alguns fundos de previdência que possuem taxas de entrada e/ou de saída, também chamadas de taxas de carregamento. As taxas de carregamento não estão descontadas da rentabilidade divulgada pelos fundos.

Alguns parâmetros para avaliar as taxas

Fundos referenciados DI e de renda fixa e fundos de baixa volatilidade

Devem cobrar as taxas mais baixas, sempre inferiores a 1% ao ano.

Fundos de ações

A taxa mais comum é de 2% ao ano, podendo haver taxa de performance entre 15% e 20% do ganho que exceder o índice de referência, normalmente Ibovespa ou IBr-X. Alguns fundos cobram taxas de administração maiores, mas não cobram (ou não deveriam cobrar!) taxa de performance.

Fundos multimercados

Devem apresentar taxa de administração entre 0,5% e 2% ao ano, dependendo de sua complexidade, admitindo taxa de performance em relação ao CDI.

Em resumo

Em geral, quanto maior a complexidade da gestão, maior a taxa aceitável. Cuidado com a cobrança de taxas elevadas, elas podem minar a rentabilidade do seu investimento.

 ——–
Gostou deste artigo? Ele faz parte de um guia completo, que busca responder uma dúvida muito comum: Como escolher um fundo de investimento? Clique para ler.

Categorias: Fundos de investimento, Plano de investimento