De R$ 1.500 a R$ 227.000? O que aconteceu quando assinei a Empiricus

Relatórios Empiricus: vale a pena? Veja a experiência do leitor

Um leitor nos reportou sua experiência de investimento ao assinar o relatório de uma consultoria financeira. Ele concordou em compartilhar sua história aqui no blog, desde que não divulgássemos sua identidade. Por isso, usamos um nome fictício.

Primeiro, vou me apresentar. Moro em São Paulo e trabalho com tecnologia e sistemas. Mas admito que na hora de cuidar do meu dinheiro não sou lá muito sistemático. Todo mês eu gasto mais do que gostaria e poupo menos do que gostaria.

Também não sou nenhum expert no mercado financeiro. Tudo que sei foi pesquisando sobre investimentos na internet e fazendo algumas pequenas aplicações no Tesouro Direto.

Escrevi esse texto para compartilhar minha experiência ao assinar um relatório da Empiricus que me oferecia a chance de transformar R$ 1.500 em R$ 227.000 em 30 dias.

Como decidi assinar o relatório

Há algum tempo me cadastrei para receber os boletins da Empiricus. Quase todos os dias recebo e-mails com ofertas que parecem muito boas pra quem quer ganhar dinheiro fácil e rápido, por exemplo:

E-mails dos relatórios Empiricus

Foi justamente esse último e-mail que me comprou. Ou melhor, que eu acabei comprando.

A mensagem contava o caso de uma sequência de operações com opções recomendadas pelos relatórios da Empiricus que fez com que os R$ 1.500 aplicados inicialmente se transformassem em R$ 227.000!!!

Pedi a opinião de alguns colegas que entendem do mercado financeiro sobre essa estratégia (inclusive de colegas da Vérios, os mesmos que me ofereceram publicar a minha história se eu quisesse).

Todos me desincentivaram de comprar o relatório. Disseram que seria melhor juntar uma reserva de emergência antes de investir em opções; que é muito arriscado; que as chances de perder tudo são imensas; que é um cassino, não é investimento, etc.

Eu estava ainda refletindo se deveria assinar ou não, foi quando recebi um aviso de que a oferta iria se encerrar:

Assunto do e-mail: Últimas horas!

Então decidi assinar logo. Por sinal, a Empiricus é muito boa nisso. Tinha até um cronômetro de contagem regressiva dentro do e-mail me botando pressão.

Voltei ao site que explicava a operação (nesse link).

Texto introdutório da página de oferta do relatório de opções Empiricus

Fiz um contorno nas partes que foram decisivas pra mim. Eu nunca tinha investido na bolsa. Eu tinha R$ 1.500. Eu queria transformar meus R$ 1.500 em R$ 227.000. Quem não quer?

Pra ser justo, eu devo informar que um pouco antes dessa parte havia um aviso sobre a operação envolver riscos. Ele não especificava a que tipos de riscos eu estava sujeito nem quanto eu poderia perder. De qualquer modo, parecia bom demais pra ser verdade.

Decidi pagar pra ver. Literalmente! Assinei o relatório “Estratégias com opções” por R$ 3.480,00 (12 x R$ 290) no dia 15/09/2016.

Fiquei um pouco incomodado com o fato de o valor da assinatura do relatório (R$ 3.480) ser mais que o dobro do valor que foi sugerido que eu investisse (R$ 1.500). Mas se os ganhos fossem da ordem dos R$ 227.000, o que seriam R$ 3.480? Mixaria.

Também achei estranho este trecho:

“Se você é uma pessoa que combina cautela financeira com a possibilidade de ver seu patrimônio se multiplicar (…)”

Digamos que é um tanto paradoxal…

Na real, já percebi que todos os e-mails da Empiricus são bem persuasivos. É tipo horóscopo: escrevem de um jeito que não dá para discordar. A empresa é boa nisso. Quem em sã consciência não aceitaria uma oferta para transformar R$ 1.500 em R$ 227.000?

Fui anotando tudo que aconteceu enquanto eu ainda tinha dinheiro para aplicar nessa estratégia. Agora que já se passaram alguns meses, vou contar com o máximo de detalhes que eu lembrar como foi essa experiência.

Diário da execução da estratégia

Dia 1: 15/09/2016

Assinei o relatório e transferi os R$ 1.500 para a minha conta na corretora. Recebi logo depois o acesso para a área logada no site da Empiricus.

Comecei a ler os vários textos que recebi por e-mail e, pra ser sincero, sofri um pouco. O que me foi vendido é que eu teria acesso a uma estratégia que faria multiplicar meu patrimônio, mas recebi uma enxurrada de conteúdos que não eram realmente o que eu queria.

Em todos os textos que li e vídeos a que assisti dentro do site não foi citada a tal “estratégia dos R$ 1.500 em R$ 227.000” em nenhum momento.

Li o Guia Alpha Omega, que parece ser o guia para quem está começando no curso de opções, e fiquei um pouco assustado. Surgiram termos desconhecidos como “venda coberta de calls”, “venda coberta de puts” e “strikes”.

Fiquei um pouco assustado com termos desconhecidos como “venda coberta de calls”, “venda coberta de puts” e “strikes”

Eles apontavam cada vez mais e mais conteúdos, e eu ficava com aquela sensação de que iria morrer afogado em textos antes de conseguir fazer uma única operação. Admito que bateu um pouco de medo também. Não saquei muito bem quando eu devo ou não ter as ações para poder operar com opções.

Acabei tirando algumas dessas dúvidas com amigos. Como não tinha tempo pra ler tanta coisa, estudei o básico sobre opções. Dei uma olhada no sistema da corretora, imaginei que não teria muita dificuldade para efetuar as operações.

Fiquei naquela ansiedade, aguardando as orientações do que fazer.

Dia 2: 16/09/2016

No meu segundo dia como assinante chegou um alerta por e-mail falando para comprar opções da Braskem, empresa da qual eu admito que nunca ouvi falar na vida. Dei uma pesquisada no Google e descobri que é algo relacionado a petróleo e plástico. Pelo que entendi, eu ganharia dinheiro se a ação da Braskem valorizasse até dezembro.

O alerta mandava comprar uma opção BRKML57 com preço-alvo entre R$ 1,08 e R$ 1,20. Melhor comprar a R$ 1,08, o preço mais barato, eu pensei. Entrei no site da corretora para dar a ordem de compra, mas o preço estava R$ 1,26 e a opção estava subindo quase 700% no dia. Salvei o print da tela da corretora:

Cotação da opção da Braskem subindo quase 700%

Na hora que vi isso, pensei: os caras são bons mesmo! Acertaram que a opção ia subir!

Só que eu não me beneficiei dessa alta. Não pude comprar a opção, já que o preço estava acima do recomendado pelo relatório. De qualquer forma deixei lá a minha ordem para compra quando o preço chegasse a R$ 1,20, o preço máximo recomendado no alerta.

Conversei com meus amigos mais entendidos e eles ficaram curiosos para saber mais sobre a operação. Um deles viu que o último negócio realizado com a opção da Braskem antes do alerta da Empiricus tinha sido há mais de mês, e o preço era R$ 0,16. Apenas 16 centavos! Após a recomendação, houve um ou outro negócio a R$ 1,08 e todos os outros entre R$ 1,20 e R$ 1,30. Ou seja, aparentemente a maior parte dos assinantes, como eu, não deve ter ganhado com essa valorização.

Outro amigo comentou como era grande o volume de dinheiro na opção naquele dia: mais de R$ 1 milhão aplicados nessa estratégia. Devem ser muitos os seguidores da Empiricus, ele falou. Nessa hora eu perguntei para ele: se todo mundo está querendo comprar essa opção da Braskem, quem está vendendo? Quem está do outro lado da operação? Mas ele me disse que não dá para saber, é confidencial.

Acabou que o mercado fechou e eu não consegui comprar as opções no dia 16/9. E como era uma sexta-feira, teria que esperar até segunda para tentar fazer minha primeira operação…

Dia 5: 19/09/2016

Eu estava determinado a seguir à risca a operação recomendada pelo relatório, não queria perder mais nenhuma oportunidade.

Então assim que o mercado abriu coloquei a ordem de compra novamente, e algum tempo depois enfim recebi o e-mail de confirmação:

Comprovante de compra das opções da Braskem

Fiquei satisfeito que consegui seguir a operação. Mas durou pouco.

Parece que só porque eu comprei, o valor começou a cair.

Durante a semana, meus R$ 1.500 viraram R$ 1.400, R$ 1.200… Tem que ter sangue de barata pra ver a grana derretendo e não desistir. Achei que eu fosse perder tudo logo ali.

Nessa hora eu pensei: onde eu estava com a cabeça quando assinei esse relatório?

Até o…

Dia 14: 28/09/2016

Esse dia foi muito louco. Abri o home-broker sem muita expectativa, como vinha fazendo todo dia, já preparado para o pior. Mas a cotação da minha opção estava subindo. Subindo muito!

Meus R$ 1.500 agora tinham virado R$ 1.700, até chegaram a R$ 1.800.

Pesquisei sobre a Braskem na internet para saber o que estava acontecendo e só vi umas notícias sobre a empresa estar envolvida na Operação Lava Jato. Achei que por conta disso a opção deveria cair, não subir. O mercado financeiro é bem confuso mesmo.

Enfim, voltei a ter um pouco de esperança. Fiquei muito animado, pra ser sincero. Pensei que pelo menos saí do prejuízo e o relatório estava se pagando (ele custa R$ 290 por mês).

Comecei a ver os R$ 227.000 lá na frente e já estava pensando em pra onde eu viajaria nas férias com essa grana. Eu já estava “viajando” mesmo.

Quando eu estava me empolgando, chegou um alerta de desmontagem de posição. Opa!

Agora a recomendação é que eu deveria vender minhas opções da Braskem com um preço entre R$ 1,40 e R$ 1,53.

Aham. Não caio mais nessa, não, foi o que pensei na hora. Fui correndo abrir o site da corretora, mas já imaginava que não daria para vender pelo preço maior, R$ 1,53, pois… todo mundo tinha recebido o mesmo e-mail que eu! Não sou especial.

Coloquei a ordem de venda por R$ 1,40. Demorou um tempo, mas minha operação foi feita:

Comprovante da venda das opções da Braskem

Resultado da primeira operação:

Vendi por R$ 1.669,34 os ativos que havia comprado por R$ 1.450,34. Tive um lucro de R$ 219.

Foi legal ter tido esse ganho, mas ele ainda estava bem distante dos R$ 227.000… Pelas minhas contas, eu precisaria de mais umas 37 operações com esse lucro para chegar lá.

Dia 23: 7/10/2016

Após uns dias de marasmo, sem nada para ser recomendado e com meu dinheiro parado lá na conta da corretora, finalmente chegou um alerta para comprar opções da Vale (VALEX58). Essa eu já conhecia!

A operação parecia um tanto diferente: eu ganharia dinheiro se as ações da Vale caíssem. Ok, já entendi que o mercado financeiro é louco mesmo…

A recomendação era para comprar as opções com preço entre R$ 0,50 e R$ 0,52. Consegui comprar a R$ 0,50:

Comprovante de compra de opções da Vale

Dia 26: 10/10/2016

Comecei perdendo dinheiro com minha nova opção. A ação da Vale subiu 6% e minhas opções caíram mais de 20%.

Tudo que ganhei na primeira operação (e mais um pouco) se foi.

Eu estava esperando a hora da virada, quando eu começaria a ganhar, mas a possibilidade era cada vez mais remota

Nos dois dias seguintes, a ação da Vale até caiu um pouco. Parece estranho torcer para a ação de uma empresa cair, mas essa era a estratégia.

Depois disso, as ações só subiram, o que era péssimo pra mim.

Quando completei trinta dias da assinatura, lembrei que essa era a data em que eu deveria ter R$ 227.000. Mas meu dinheiro continuava derretendo…

Eu estava esperando a hora da virada, quando a curva mudaria de direção e eu começaria a ganhar. Isso já tinha acontecido antes com a Braskem. Mas a coisa foi tomando uma proporção… a realidade é que essa possibilidade parecia cada vez mais remota.

Dia 47: 31/10/2016

As ações da Vale subiram quase 30% no mês de outubro. Se a operação fosse ao contrário, para apostar na valorização e não na desvalorização (como foi na primeira operação), eu poderia estar mais perto dos R$ 227.000.

Nesse dia, fui por curiosidade ver o que estava acontecendo com a opção da Braskem que eu tinha vendido… Adivinha?

Ela estava valendo mais de R$ 4. Eu vendi por R$ 1,40. Eu teria quase R$ 5.000 nesse momento se tivesse continuado com ela. Mas tinha que me contentar com os R$ 400 que me restavam.

Dia 56: 09/11/2016

Esse foi o dia em que o Trump foi eleito presidente dos Estados Unidos. O noticiário econômico só falava dos mercados despencando no mundo inteiro. Pensei que (finalmente!) a ação da Vale iria desvalorizar. Mas não!

Quando entrei no site da corretora, a Vale estava subindo 6% e minhas opções, derretendo. No final do dia, a ação fechou em alta de quase 8%. Nem o Trump salvou. Restavam agora menos de R$ 200.

A ação da Vale subiu mais de 50% desde que eu fiz a operação. Se a recomendação fosse para acreditar na valorização, eu teria me dado bem.

Daí em diante foi uma crônica da falência anunciada. A ação da Vale só subia, meu dinheiro estava virando pó. Fiquei à espera de um milagre.

Dia 96: 19/12/2016

Bom, nesse dia meu dinheiro oficialmente virou pó, porque a opção venceu e eu não poderia fazer mais nada dali para frente.

Foi só questão de esperar o vencimento para constatar de vez que meus R$ 1.500 se foram para nunca mais voltar

Já fazia vários dias que eu vinha observando que não tinha ninguém querendo comprar as opções da Vale. Não recebi mais alertas ou recomendações. Foi só questão de esperar o vencimento para constatar de vez que meus R$ 1.500 se foram para nunca mais voltar. A sensação foi a mesma de quando dei um PT no meu carro. Só que com as opções, eu não tinha seguro.

Colocando na ponta do lápis

Em 96 dias, fiz três operações com opções.

Até dezembro de 2016 foram três meses pagos pela assinatura do relatório de opções, totalizando R$ 870 de mensalidades. Não pude cancelar a assinatura, porque ao comprar o relatório escolhi uma opção mais barata, que era “incancelável” por 12 meses. Então, sim, ainda estou pagando o relatório.

Ou seja, perdi R$ 1.500 com a estratégia e ainda paguei os R$ 870 da assinatura.

Meu prejuízo total até o dia 31/12/2016: R$ 2.370.

Prejuízo esperado quando terminar de pagar as 12 parcelas do relatório: R$ 4.980.

Agora pra mim é óbvio que acreditar nessas recomendações que prometem multiplicar o dinheiro várias vezes não se mostrou uma estratégia boa.

Acho que pra entrar nessa você tem que entender muito bem as regras do jogo. O pouco de conteúdo que pesquisei sobre opções me mostrava um monte de letras gregas e nomes em inglês, é um assunto bem complexo. Não parece um ambiente adequado para leigos como eu.

Uma coisa que depois me falaram e eu acho que faz todo o sentido: se essas estratégias são tão boas assim, por que os donos da Empiricus não estão aplicando seus próprios recursos nelas, em vez de perder tempo vendendo os relatórios pra mim?

Parece óbvio, mas não pensei nisso na hora. Me dei mal.

Alguns amigos mais próximos me perguntaram se eu não pretendia processar a Empiricus. Eu, não. Sei que nas letrinhas miúdas, lá no final de tudo, bem longe das letras imensas que anunciavam que eu poderia ficar rico, devia estar escrito que eu poderia perder tudo. Mas eu dei mais atenção à propaganda (enganosa).

Se eu puder ajudar algumas pessoas a não cometerem o mesmo erro, já me dou por satisfeito.

Quer entender melhor como funciona o investimento em opções? Preparamos um vídeo que toma como exemplo a primeira operação mencionada neste artigo. Assista aqui.

***

Você ou alguém que você conheça já assinou um relatório como esse? Como foi a experiência, semelhante à do Guilherme ou diferente? Nós queremos ouvir sua história. Conte pra gente nos comentários abaixo ou envie por e-mail para falacomigo@verios.com.brNós não publicaremos nada sem a sua autorização, e se você quiser nós podemos utilizar um nome fictício para proteger a sua privacidade.

É importante ressaltar que a Vérios não tem a intenção de fazer qualquer tipo de julgamento em relação à Empiricus. Não temos conhecimento suficiente sobre a empresa e fizemos questão de contatá-la a respeito do caso narrado pelo leitor antes de publicar este artigo. A empresa divulga em seu site depoimentos de clientes que tiveram experiências positivas com a assinatura dos relatórios, como os que podem ser encontrados nesta página, por exemplo.

De R$ 1.500 a R$ 227.000? O que aconteceu quando assinei a Empiricus
4.86 (97.14%) 161 votos

Categorias: Iniciante, Intermediário, Avançado
  • Lucas Cimino

    O que eles fazem é um crime de divulgar assim, acertam mais do que erram, mas pecam muito no marketing

  • Diego Augusto Cavicchioli

    Obrigado Guilherme pelo relato! Há semanas venho acompanhando e-mails e propagandas da Empiricus e procurando na internet relatos de pessoas (que não sejam divulgados pelo site deles), no site reclame aqui, etc. Realmente a propaganda é bem persuasiva e apelativa, e por vários momentos fiquei tentado a assinar alguns produtos. Ainda bem que não o fiz. Concordo contigo que no que concerne a ações o ideal é realmente conhecer bem como funciona o jogo.
    Obrigado por compartilhar e boa sorte nas novas apostas!

  • Bruno P

    Cara, vc não sabe nem o que é BRASKEM e quer ir operar no mercado de opções?! Sério, mesmo?!

  • Achei um puta sacanagem. Já fiquei tentado a assinar estes relatórios.. mas na hora H sempre desisti. Quanto ao Guilherme.. acho que ele devia parar de mexer com sistemas e com ações. Ele deveria ser escritor. O texto dele é uma delícia, bem-humorado e muito, mas muito mesmo, inteligente. Obrigado por compartilhar sua experiência
    Ed Mendonça

  • Bruno Z

    Concordo e discordo com esta experiência!
    Tenho certificações de mercado financeiro e trabalho com investimentos há anos. No inicio também fiquei tentado a assinar relatórios pelo marketing agressivo, mas sempre desconfiado por estes resultados.
    Resolvi pagar para ver, e digo que algumas estratégias (relatórios) são ótimos e geram resultados, outros são de difícil execução como este exemplo das opções.
    Mesmo que eu tenha mais conhecimento que este investidor e já tendo operado opções anteriormente, é muito difícil pegar estes resultados que eles informam, simplesmente pelo fato de este preço recomendado de entrada é o preço de fechamento do dia anterior, e como sabemos, as opções tem alta volatilidade, e no dia da recomendação não vai conseguir entrar neste valor. Assinei este relatório de opções, mas ao perceber esta dinâmica nos preços, solicitei a devolução dentro dos 30 dias que devolvem, neste período foram recomendadas 4 operações, todas perdedoras onde perdi 60% do investido.
    O mesmo ocorre no relatório de long x short, onde os preços de entrada indicados são preços de fechamento anterior, e não é possível entrar em diversas operações e consequentemente não gera os resultados que eles divulgam!
    Já fui assinante da carteira empiricus, e sendo esta uma estratégia de alocação eficiente, sim gera resultados positivos muito bons como indicados. O mesmo ocorre com a carteira de dividendos (vacas leiteiras) e melhores ações da bolsa, relatórios que sou assinante, com preço bem mais baixo e acessível, e que geram ótimos retornos superando o ibov!
    Também pensei em ver a carteira de microcaps, que promete na propaganda retorno de 105% em 8 dias! Como sabemos, este retorno é possível por ser Small caps, e aumentando o volume artificialmente conseguimos manipular e fazer os preços subirem.

    Acompanho bastante a Verios, e acredito que a alocação recomendada é simples e ótima para investidores que não conhecem o mercado, ou não tem tempo de acompanhar, em breve alocarei uma parte do meu capital no robô.

    • Fritz

      O problema deles está em divulgar estratégias de retorno garantido, minimizando ou até mesmo ocultando os riscos das operações.
      No
      começo, lá antes de 2010, todo mundo gostava dos relatórios humorados,
      críticos e bem fundamentados da Empiricus. Era como ar fresco arejando
      as discussões econômicas. Eles tinham imparcialidade e boa-fé.
      Veja
      bem, tinham. Esse foi o maior erro cometido pela estratégia de marketing
      deles. Perderam a confiança, seu ativo mais valioso, quando frustraram
      milhares de pessoas, a maioria com pouco conhecimento em finanças, fazendo promessas
      de ganhos fáceis e rápidos.
      Mas o que mais me assusta é que não só pessoas com baixo conhecimento caíram no conto do vigário.
      Se você é um profissional que trabalha há anos no mercado financeiro, sabe que não era preciso muito esforço para bater o Ibovespa visto a concentração do índice em poucas empresas, até pouco tempo atrás em commodities e agora no setor financeiro. Trace um gráfico de IDIV ou mesmo o IBrX sobre o Ibovespa e verás o que estou dizendo.
      Mas esse nem é o ponto principal onde quero chegar. Se você faz operações a seco como eles recomendam, qual a diferença entre essas operações e uma roleta de cassino? Isso não é investimento, é aposta.
      E a gente sabe quem nesse jogo sempre ganha, não é? Pois é… a banca.

    • Obrigado, Bruno, pelo seu input ponderando os dois lados da discussão! Valorizamos isso. E obrigado também pela confiança, ao afirmar que em breve será nosso cliente. Nós criamos a carteira inteligente para ajudar quem não tem conhecimento ou tempo para o mercado financeiro, mas vemos com frequência casos como o seu: pessoas que possuem bastante conhecimento de mercado, gostam de cuidar do dinheiro sozinhas e fazer “umas apostas”, mas sabem que a maior parte do patrimônio deve ser guardada pro longo prazo, numa estratégia que tem mais a ver com disciplina, corte de custo, rebalanceamento, do que com riscos e apostas. Por isso, avaliam os detalhes do nosso serviço, entendem que o preço é muito em conta para todo o trabalho detalhado que fazemos, e acabam deixando esse trabalha conosco. Estamos te esperando! #VemComAVérios

      • Bruno Z

        Acredito que o segredo de bons retornos está no asset allocation. Já uso bastante markowitz, sharpe e etc, com dados compilados e calculados a mão (planilhas) com esta “pequena”amostragem. Imagino que o Robô utilize muito mais dados para avaliar, e inclui outros cálculos de alocação, sendo mais eficiente e mais “preciso” que um humano calculando e decidindo.
        Um dos pontos que vi funcionando realmente foi na eleição do Trump, o mercado brasileiro caiu e o americano subiu, apresentando no gráfico da Vérios um resultado positivo para o portfolio.
        Estou aguardando mais histórico para iniciar. Parece que existe uma promessa de compilar os resultados de todos os níveis de carteiras para avaliar mais fácil,
        E realmente o custo é baixo, incluindo todas as taxas, corretagens e etc, mesmo que posso montar uma carteira semelhante sozinho, acredito que pode custar mais…
        Obrigado,

    • Leandro Rodrigues

      Olha, os maiores investidores do mundo, pelo menos até o que eu li, sugerem paciência, poucas empresas e calma. É o caso de Warren Buffet. Não tem quase nada lá na Empiricus que estes investidores fazem. Basta ler o livro Investidor Inteligente.

      • Bruno Z

        Sim, value investing, a empiricus tem relatórios de renda fixa, ações de dividendos, fundos de investimentos, o resto é para trading. Com estes é possível criar uma alocação eficiente, com alta qualidade e pouco movimento especulativo (trades). Estes valem a pena seguir com bastante informação.

  • Fritz

    Não tem nada de errado com a estratégia de marketing agressivo deles, afinal, eles estão querendo vender o produto. Aí que entra o problema, o produto deles. O que eles vendem não é relatório, é esperança. Só que os resultados dependem de variáveis incontroláveis e aleatórias, então, quando os retornos não são satisfatórios no espaço de tempo desejado, essa esperança se transforma em frustração.
    Trouxa é que acredita em promessas de ganhos fáceis.

  • Alexandre Vidigal

    Assinei este relatório e ele era tão ruim que a Empiricus nem comercializa mais o produto, deixaram a época eu trocar pelo Empíricus Insider que é outra porcaria. O relatório de FII é completamente questionável pois quando emitem opinião de FII de baixa liquidez interferem no mercado isso é fato, quantas vi recomendação de FII e corria no HB e a cotação explodindo.
    Fica aqui me dica pessoas como eu investidores comum que tem outra profissão siga o Bastter.com e pronto.

  • Elizan S Lima

    muito obrigado pela atitude de relatar sua história,estou começando agora e ira me ajudar muito na analise de quem quer realmente nos ajudar…nos iniciantes…
    só quem quer nos ajudar neste mundo é quem nos mostra(ou vende) conhecimento,e não facilidades.

  • Helcio Bianchi

    Bem… eu me lembro quando eles lançaram essas operações sistemáticas com opções. Eu olhei o relatório da frequência dos resultados e vi que apenas um ou outro evento extremo salvava a carteira. Esse é um ponto. Outro, ainda no início, eu escrevi a eles alertando sobre o que era indicar operar com opções a pessoas totalmente leigas de mercado financeiro, o risco a que eles estavam expondo essas pessoas e seus patrimônios, etc. Eles me responderam com a seguinte retórica: eu não entendo nada como funciona meu computador, no entanto estou trabalhando nele para escrever a você.

    Simples, não? Quase a mesma coisa.

    Depois dessa comparação brilhante, desisti de qualquer discussão. Afinal eles exploram o binômio que faz parte daqueles que operam: ganância e medo.

    • Bruno Z

      Também percebi pelo histórico que existiam poucas operações rentáveis, e nestas propagandas de multiplicação de capital, eles somam os resultados somente das operações ganhadoras. O mesmo ocorre no relatório de long x short, somente somam as ganhadoras, sendo que as vezes metade das operações são perdedoras.
      Eles recomendam investir bem pouco nestas operações de opções, menos de 1% do capital, o restante deveria estar em ativos seguros. Isto se chama estratégia Tail Hedge, pegar os efeitos de cauda que podem gerar retornos extraordinários, e se perder será pouco.

      • Helcio Bianchi

        Exato, Bruno. É semelhante a comprar pozinhos. Uma operação pode livrar todo o resto. Mas veja. O ponto é que e se justamente aquela opção que vai salvar a carteira eu não negociar? E, como vc disse, e as operações que no tempo, não deram em nada? Veja que as seleção no tempo em que eu mostro os resultados é fundamental! Por isso as operações tem de ser sistemáticas! E outra: qual o público que se beneficiaria de tal estratégia? É o público iniciante que mal sabe o que é uma corretora? É uma operação que eu digo e alardeio é que é simples de ficar rico? Uma meia verdade é uma mentira inteira.

  • Leandro Rodrigues

    Ações são “feijão com arro”. Quer ficar rico em longo prazo? Leia sobre Investimento em valor (value investing). Estratégia utilizada nada mais nada menos que os maiores investidores do mundo (como Warren Buffet).

    Parabéns por denunciar e compartilhar esta experiência aos que ainda tem dúvidas em acreditar na Empiricus. Eles vão errar sempre? Claro que não! Mas a maioria sim.

    Se quiser ganhar um bom dinheiro é só ler livros de “value investing”, como: Investimento em Valor – Como Lucrar com Ações ” Em Promoção ” E Fugir das Falsas Barganhas.

    Você compra usado na estante virtual a preço de banana. Não perca tempo (muito menos dinheiro) com falsos sensacionalismos. Invista em conhecimento. Livros e achados científicos na área de value investing. Vai ganhar muito mais!

  • Fabricio

    A Empiricus sabe como fazer 1.500 virarem 200.000, mas ainda assim preferem concentrar seus esforços em venda de ebook/curso/o diabo por R$ 3.500? Não tem como cair nessa.

    • Bruno Z

      Ganha muito mais no volume das assinaturas…

      • Leandro Rodrigues

        Pra quê? Para isso ela tem que gastar tempo criando ebook, vídeo-aula, pagar funcionários e estrutura e etc e isso toma tempo. Poderia gastar este tempo fazendo este valor multiplicar exponencialmente, correto?

  • Super Suporte

    Aaaaah, tenho poucas e boas para falar sobre eles… vamos ver se arrumo um tempinho para dizer tudo.

    Sobre o rapaz do 1500, ele pode cancelar a assinatura se não estou enganado.

  • Toledo

    Assinei um de entrada mais barato só para ver qual era a deles, então comecei a receber enxurradas de relatórios e conteúdos sem o real cenário para investimento. Percebi que eles são muito bons de enrolar, mas nada efetivos como todos esperam. Felizmente não apliquei nenhum conselho, ou tentativa de conselho deles. 🙂 Só doido mesmo para cair nessa!

  • Michel Soares

    Sou assinante e satisfeito com o relatório q assino. O Palavra do Estrategista (que recomendo para iniciantes pois apresenta recomendações com risco x retorno melhor).

    Já assinei o de Opções também. Não assino atualmente, saí antes dos 30 dias q pode-se pedir devolução. Não é pra mim ainda. Lembro bem que eles informam que o importante é o retorno após algumas operações no conjunto e não uma ou outra recomendação. É importante ser justo na análise.

    Outro detalhe é que eles são uma casa de análise e recomendações. A decisão final de investimento é do assinante.

    • Gustavo

      Isso é importante de frisar, eles fazem sugestões ! Alguns se deixam levar pela ilusão de ganhos fáceis …
      Quase como cair no conto de pirâmide.

      • João Dobbin

        O problema é que a linha é muito tênue. Você compra algo que afirma “De 1.500 a 227.000 em 30 dias”, presume-se que para atingir o resultado alcançado você precisa seguir as “recomendações”.

  • Ewerton Nascimento

    A verdade é que quando se começa a mexer com dinheiro só aparece ladrão para roubar o seu, ninguém vai nunca lhe ajudar a ganhar dinheiro essa é bem a verdade esse povo que diz que ganha dinheiro com mercado financeiro é tudo 171, já cansei de ver caras ai dando uma de mestre no mercado explicando bulhufas de cursos de 5 6 mil para gente amadora gastar seu dinheiro comprando o curso e não ganhando nada, é o pau que mais tem no Brasil agora. quer investir aposte você mesmo crie suas táticas e não vá na onda dos espertalhões que “passam tudo pronto” que é sou para roubar o pouco que você tem.

  • Jose Roberto Silva

    Segue a minha experiência:
    https://fernandonogueiracosta.wordpress.com/2015/03/08/empiricus-prometeu-e-nao-cumpriu/

    Empiricus se comporta tal como uma sucursal brasileira do Tea Party, tendência ultraconservadora do Partido Republicano norte-americano, que copia aqui toda a prática da direita de lá, inclusive a campanha alarmista ( veja acimaThe End of America traduzida aqui por O Fim do Brasil), para assustar gente incauta — aquela que não tem cautela, descuidada, imprudente, ou que é destituída de malícia, crédula, ingênua, enfim, que “vai prá rua” vociferar refrãos golpistas contra a democracia.

    Os “inocentes-úteis” (para servirem de massa-de-manobra) acham que reclamar com veemência ou cólera de um “bode-expiatório”, dirigindo-lhe comentários desagradáveis ou mesmo falsas acusações, irá melhorar a vida pessoal! Na realidade, irá apenas agredir a governante que preserva a autonomia das instituições que vigiam e punem os corruptos, para estes terem melhor vida no futuro…

    Depois de 1/2 século, a direita brasileira perdeu a vergonha por sustentar 20 anos de ditadura militar (1964-1984) — durante toda minha juventude dos 13 aos 33 anos — e “saiu-do-armário”! Desde as manifestações de junho de 2013, quando ela se infiltrou entre os incautos, para insuflar a massa e rasgar aos dentes todas as bandeiras vermelhas, os neofascistas voltaram à luz do dia.

    Então, reina a estupidez na imprensa e na rede social. Para manter meu humor, parei de ler a Folha de S.Paulo — os outros jornalões e periódicos semanais conservadores eu jamais li –, depois de 40 anos de assinatura. Agora, leio apenas as notícias, via o Valor, evitando ler seus colunistas. Prefiro acompanhar o noticiário factual e as estatísticas para fazer minhas análises.

    Hoje, recebi a seguinte mensagem, que vale ser lida para evitar que a ideologia comande decisões práticas financeiras:

    “Prezado Mestre, sou leitor assíduo das suas publicações diárias, mesmo não concordando com algumas colocações políticas apaixonadas, mas ainda sou daqueles que acreditam que a evolução vêm da elucidação das divergências.

    Felizmente a lavanderia foi acionada [processada] e acredito que mudanças efetivas acontecerão neste pais. Infelizmente, não veremos o exacerbado discurso do Prof. Beluzzo, que eufemisticamente acredita no término da corrupção (Globonews na semana passada), mas com certeza sairemos muuuuito melhor do que entramos em 2015, se não economicamente, mas com certeza bem mais atentos com o bem público.

    Estou lhe escrevendo para que tenha conhecimento da prática já bem conhecida nos EUA, e que agora a Empiricus está tentando implantar no Brasil: aproveitando-se de momentos binários, eles preparam relatórios enfáticos e com diversas linhas de pensamento, distribuem indicações acaloradas por uma suposta sabedoria superior para seus milhares de leitores, correm para colher os louros dos acertos, deixando os erros à míngua. Assim como Prometeu e seu fígado indestrutivo, apesar dos ataques dos abutres, eles se regeneram vangloriando-se dos acertos e jogando ao fogo do esquecimento as indicações desastrosas.

    Esta prática há muitos anos é comum nos EUA, fazendo pessoas incautas ou as vezes nem tanto (fundos noruegueses na crise do sub-prime) caírem no “conto do dinheiro fácil”, seguro, dando como que num contas gotas sobrevida para os contadores de histórias milagrosas sobre como enriquecer com ações escolhidas a dedo.

    Se acertassem tanto quanto provam, não precisariam vender relatórios patéticos para ganhar dinheiro, bastaria aplicar nas próprias indicações! Será que fazem mesmo análises, ou preferem acreditar nos bônus oferecidos pelos market makers?

    No caso em voga, esta empresa já quebrou um fundo de investimento, afundou diversas pessoas na arriscada HRT e continuam a fazer fumaça de gordura para vender “osso de costela”!

    Aproveite o seu poder de blogueiro e lance a denúncia antes que mais brasileiros caiam no golpe do dinheiro fácil pagando anualidades nem sempre baratas.

    No anexo mostro mais um absurdo que prova novamente a má fé deste pessoal, no semanário de nome, “Ações para ficar milionário” as indicações de 2014 foram por demais erradas, Perderam mais de 60% em algumas indicações e com uma perda média de 25%, abandonaram a carteira sugerida em dezembro para criarem uma nova!

    E no melhor estilo das autoridades que nada sabem, simplesmente o primeiro relatório de janeiro lançou uma “carteira vencedora”, para agora em março, conforme explicado acima, lograrem os louros deste suspiro (eu costumo chamar de suspiro do moribundo) das ações!

    Outros relatórios seguem a mesma linha…

    Abraço”

    • Cássio HD

      Olá.

      Até que enfim vejo alguém falando das ações para ficar milionário, que eu tanto acreditei.

      Sinceramente, não critico a Empiricus por tudo que eles dizem e fazem. Eles fazem bons relatórios sobre empresas e cenário macroeconômico. Ponto.

      Todo o resto, em relação a decisões de investimento parte da própria pessoa. É óbvio que muitos leigos são enganados, o que eles não se preocupam tanto.

      O que eu percebi desde o abandono das ações para ficar milionário até agora é justamente o que você disse acima: a CONSTANTE mudança e alteração de filosofias de investimento.

      Se a carteira não está bem, mudam o nome da carteira, se não gera dinheiro, a fundem com outra, etc etc. Até ficar com uma média boa de rentabilidade.

    • Juliano Maximiliano

      Tive e continuo tendo péssimas experiências com as famigeradas “Ações Para Ficar Milionário” que, aliás, nem existem mais. Até hoje estou carregando algumas ações que amargam um prejuízo de exatos 60,85%. Fui louco em apostar mais de R$ 100.000 nessa empresa de quinta categoria, especialistas na “Fórmula de Lançamento”.

      • Michel Soares

        O ideial é nunca deixar um capital relevante de sua carteira em estratégias de risco muito elevado. Evita esse tipo de dor de cabeça.
        Especialistas geralmente recomendam no máximo 5% do total do capital nessas estratégias.
        Boa sorte.

  • Gustavo

    Fiz a assinatura do “Essential Pass” que dava acesso a relatórios diversos por 30 dias e ao final do período teria que escolher um deles para receber durante um ano. O valor foi de R$129,60 (parcela única).
    Ao final do período optei pelo TraderPro, que tem dicas diárias de ações e uma breve análise do IBOV, simulando uma carteira de R$50.000
    As expectativas de ganhos ficam na faixa de 5% onde sugerem a entrada e o stop, as operações não costumam durar muito tempo (no máximo 2 semanas).
    Na minha primeira operação com CSAN3 entrei a 39,78 em 06/Out e vendi a 41,67 em 13/Out, descontando taxas fiquei com um valor liquido em torno de R$344. Paguei a assinatura e sobrou …

    No resumo do mês de janeiro/2017 eles tem performance de 6,01% contra 9,64% do acumulado IBOV.

    Sobre o relatório das opções é meio óbvio que eles simulam uma situação ideal sabendo de resultados passados, nada mais que uma estratégia para fisgar novos assinantes.O que me irrita mais é que eles são realmente chatos na parte de publicidade, você assina um relatório e acaba recebendo mais emails sobre novos produtos do que conteúdo útil.

  • Eric de Oliveira Freitas

    Sou assinante empiricus de dois planos básicos e recomendo, me custam 20 reais por mês e gosto das análises que fazem nestes planos, mas já “cai” em um desses marketing e também assinei um de opções, mas poderia cancelar em 7 dias tendo todo meu dinheiro de volta.. não precisou tanto tempo.. no primeiro dia que entrei na área de assinantes e vi o histórico de operações, já decidi ali, que não iria arriscar 10mil reais (valor sugerido) em operações que poderiam zerar, parecia bem uma roleta de casino, quase um cara ou coroa. Então fica o aviso ai a partir do relatório acima pra saberem dos riscos que existem e sempre, repito, SEMPRE quanto maior o retorno maior o risco se tiver chance de ganhar 200% saiba que a chance de perder é de 200% também.. aprendi isso da pior forma operando forex =)

  • Thiago Augusto

    Parabéns ao rapaz pela coragem da exposição, contudo, a decisão final passa pelo crivo da consciência e estado emocional de cada um… Percebi um texto com certa ansiedade, pouco conhecimento e atitude precipitada. Aos relatórios, ele delegou toda a responsabilidade do investimento.
    Educação financeira e investimentos requer tempo, estudo, paciência e risco. Discordo deste perfil de investidor que é levado pelo efeito do marketing, mas como ele disse que arriscaria… Trader? Putz, o cara começou a pirar fácil devido as alterações de valores de compra, venda, etc… O Marketing deles é pesado? Depende… quem coloca o peso é o leitor, pois é ele quem assina, sob pressão ou sob autocontrole… Ele assinou sob pressão, que demonstra um perfil instável emocionalmente e tecnicamente despreparado para o mercado de ações. Assino Empiricus atualmente no caderno “Você Investidor” e já fui em outro de RF ( Palavra do estrategista)… Consegui ótimos ganhos em Renda Fixa por meio de LCI, prefixei com taxas altas em 2015, pósfixei em TD… mas em renda variável não… porque não me sinto seguro para arriscar meu suado dinheirinho. Não podemos tratar investimentos como aventuras… arriscar é diferente de aventurar…

  • Linelson Y Castro

    Leitor burro é foda. Estrategia PODE transformar 1,5 em 227 K em 30 dias! Claro que pode, o sujeito tb pode multiplicar 10 reais em milhões jogando na mega sena, não tem garantia de nada. Pode não quer dizer que vai!

    Não leu os cursos e não lê os relatórios pelo seu relato. Fica claro: A) não deixe ordem na pedra; B) Faça venda coberta para financiar a compra de opções.

    Outra, não existe plano incancelável por 12 meses. Você tem 30 dias para cancelar, depois precisa pagar tudo.

  • Henrique Costa

    Sou assinante de vários relatórios da Empiricus a quase três anos, e estou muito satisfeito com o serviço. Não há como negar que o marketing deles é pra lá de agressivo (eles mesmos já admitiram isso), mas no fim das contas quem toma a decisão de assinar ou não é o futuro cliente. Mesmo assim, só decidi confirmar a minha primeira assinatura depois de me informar MUITO sobre o mercado financeiro e finanças pessoais (assim como o autor do texto, eu estava longe de ser um especialista nesses assuntos). Acredito que a frustração relatada seja porque o valor investido nas opções foi algo que incomodou o investidor quando este percebeu que estava diante de um ativo de altíssimo risco, que tinha boa change de zerar a posição em curto espaço de tempo. Infelizmente, ele só percebeu isso quando já havia aplicado o montante inicial (relata que “nunca havia investido na bolsa”). Tudo isso poderia ser evitado fazendo um balanceamento simples da sua carteira de ativos, ou seja, não colocar “todos os ovos em uma cesta só” (como foi o caso, acredito), e investir um montante em ativos de alto risco com os quais ele se sentisse confortável, caso viesse a perder capital (caso que também aconteceu). Sem contar que, caso ele houvesse se informado anteriormente sobre renda variável, saberia em que “barco estaria se metendo” ao investir em opções. A propanga da Empiricus mostra algo que, em teoria, é possível (aplicar um montante incial que, com o lucro conseguido e reinvestido em várias calls CERTEIRAS, chega-se ao montante final extraordinário), mas que na prática está longe de ser concretizado. Entretanto, tendo um pouco de conhecimento, discernimento e bom senso, pode-se chegar a conclusão do que é marketing e do que é resultado palpável, talvez um montante final intermediário entre o capital inicial e os tão discutidos R$ 227.000,00.

  • Leandro Rodrigues

    Parece-me que grande parte que defende a Empiricus aqui trabalha para ela ou nela. (sei que uma parte sim, está satisfeita com essa empresa). Ninguém é bobo não! Se sabe que não tem nada mágico em investimentos. Não conheço ninguém que ficou rico com a Empiricus (pode ser que exista mas eu nunca vi) mas conheço sim pessoas que fizeram o básico com ações e títulos públicos (feijão com arroz mesmo que livros sérios ensinam) e hoje estão ricas. É melhor gastar tempo com livros simples e didáticos, a perder horas na vida com empresas sensacionalistas.

    Não troco o “feijão com arroz” por gurus “especialistas” em investimentos. Sabe por que? Por um motivo: o resultado é ridículo na maioria das vezes.

    Até que enfim alguém encaminhou uma mensagem importante abrindo os olhos de muitos.

    Quer aprender a investir? Faça você mesmo. Conselhos do maior investidor do mundo – Warren Buffet. Logo se o maior investidor defende isso, não vai ser o pseudoespecialista que vai me convencer.

  • Zé Ruela

    Hahahahaha nunca ri tanto!

  • Rodrigo Silva

    Texto maravilhoso! eu e alguns amigos sempre víamos os emails da empiricus… e de fato acho que muita coisa é possível, mas penso que algumas ações são demasiado exorbitantes! ainda pretendo me aprofundar e me aventurar no mercado de ações futuramente, mas enquanto este tempo não chega, prefiro confiar no ueslei que cumpriu o que promete hahaha

  • Daniele Fernandes

    Assinar esses relatórios que prometem um mundo de riquezas infinitas é fria. O melhor é estudar bastante, por meio de fontes sérias e ir aplicando o que aprendeu aos pouquinhos, sem esperanças de grandes ganhos imediatos. O rapaz nem entendia de ações e já partiu pra opções. Não tinha mesmo chance de dar certo.

  • Afonso

    Quem não enche os olhos com a firmeza com que o pessoal da Empíricus envia os relatórios e o CIO Felipe Miranda é fera … Poderia até montar uma estratégia para salvar o Brasil ao invés de sacramentar o enterro da nação. Também assino um relatório e até agora só a corretora ganha dinheiro da minha conta, eu todo dia, desde outubro, é uma agonia, muito embora a empresa seja sólida KLABIN … vou continuar minha saga afinal acredito no Projeto Puma e em relação a Empíricus tenho cada vez mais receios.
    Guilherme a experiência está custando caro. Obrigado por compartilhar conosco.

  • OSMERIVALDO DE SÁ ALVES

    Eles falam com uma convicção que só quem já está acostumado a ver picaretagem percebe. Eu não entendo de bolsa, mas sei que não há como uma empresa ter uma valorização dessas que eles prometem em 1 mês, a não ser que tenha descoberto a fórmula da juventude, a cura do câncer ou uma enorme jazida de um minério raro e muito valioso.

    Se o negócio fosse ão bom assim como eles dizem, eles não estariam vendendo esses produtos, estavam ganhando tanto dinheiro que o patrimônio deles já seria superior ao Warren Buffet.

  • Joe Anderson

    Olá! Obrigado por compartilhar sua experiência conosco. Sou totalmente leigo no assunto e, por isso, resolvi assinar o Palavra do Estrategista e Melhores Ações da Bolsa, itens dentre outros que eles chamam de “serviços essenciais”. Pelo preço que cobram até que não me sinto injustiçado. O primeiro traz informações bem interessantes e o segundo, pela própria natureza do mercado de ações, traz muitas coisas repetitivas entre um relatório semanal e outro. Estou pensando em assinar também o Vacas Leiteiras, que também é barato e tem recebido vários elogios. Logo depois, fiquei bastante tentado por assinar o Estratégia com Opções por conta desses e-mails marketing agressivos. Minha euforia logo foi se transformando em precaução e, antes de dar meu voto e clicar em Confirmar, fiz pesquisas e verifiquei que o número de reclamações e comentários de experiências negativas com esse produto na Internet me levou a considerar que se trata de uma estratégia pra lá de arriscada e, por isso, não recomendo de forma alguma. Ainda vou começar a participar do mercado de ações, mas pelo que estou vendo, é melhor mesmo para um cidadão comum que não tem grana quase nenhuma (como eu) que comece com uma carteira bem modesta e com dinheirinho (atenção para o *inho*) que não fará falta em caso de perdas. Enfim, sobre a Empiricus, concluo que os “serviços essenciais” são mais justos; por outro lado, os “premium” requerem muito cuidado para os leigos, pois envolvem cifras muito altas.