“Dinheiro eu gosto de aplicar e esquecer”

Conheça a história do Vicente, que conseguiu fazer alocação de ativos com a Vérios

Moro em Santa Rita do Sapucaí, interior de Minas Gerais, e sou analista de sistemas. Trabalho na área de tecnologia e há nove anos toco uma empresa de desenvolvimento de software.

Alguns anos após a abertura da empresa, me vi sozinho à frente do negócio. Meu sócio tinha decidido seguir outro caminho, me deixando com todas as responsabilidades da empresa. Foi nesse momento que comecei a pensar em organizar melhor minha vida, em vários sentidos. Uma das coisas que eu precisava organizar era o dinheiro que eu estava guardando para o meu futuro.

Comecei então a ler mais sobre investimentos, pesquisar onde aplicar… Nessa época eu prestava serviço para uma empresa de tecnologia e conheci alguns colegas que estavam investindo em ações e opções. Por influência deles, acabei me aventurando um pouco no universo de day trades. Cheguei a ganhar bastante dinheiro em um dia — e perder tudo no outro.

Cheguei a me aventurar um pouco com ações e opções. Ganhei bastante dinheiro em um dia — e perdi tudo no outro

Percebi que aquela não era muito a minha praia e continuei pesquisando. Comprei na internet um livro sobre alocação de ativos e estudei ele inteiro. Eu achei bem interessante a ideia de você não precisar ficar lá contando com a sorte, tendo que chutar, imaginar o que vai acontecer, ficar especulando… Segui então o que o livro me ensinou: eu mesmo montei minha planilha e comecei a fazer alocação de ativos.

Apesar da empolgação inicial, foi ficando óbvio que eu não tinha o tempo necessário para me dedicar sozinho a uma estratégia de alocação de ativos bem feita. Após algum tempo acabei migrando todo o meu dinheiro para o Tesouro Direto. Deixei ele aplicado nos títulos do Tesouro Selic. Mas eu continuava insatisfeito, pois sabia que era possível investir melhor e diversificar.

Fiquei sabendo de um curso presencial sobre o Tesouro Direto e decidi me inscrever. Eu entendia que eram vários os títulos disponíveis, cada um com uma característica diferente pra poder diversificar, mas por outro lado eu pensava: vou deixar no Tesouro Selic mesmo, porque sei que é o que vai ganhar da inflação e eu não vou perder dinheiro.

Depois que eu já tinha estudado bastante, feito o curso, aí voltei a pesquisar sobre alocação de ativos. Eu realmente queria colocar isso em prática, era no que eu acreditava mais, é o que eu sabia que me traria mais tranquilidade.

O que eu buscava era uma maneira de conseguir fazer a alocação de ativos funcionar porque eu não queria ficar toda hora olhando os investimentos… Eu não sou da área, e apesar de gostar do assunto, não é algo que eu ache interessante ficar todo dia acompanhando. Dinheiro eu gosto de aplicar e esquecer.

O que eu buscava era uma maneira de conseguir fazer a alocação de ativos funcionar porque eu não queria ficar toda hora olhando os investimentos…

Foi então, no meio dessas pesquisas, que acabei encontrando a Vérios no YouTube. Esbarrei em um vídeo que falava sobre alocação de ativos, me interessei e comecei a ler sobre a Vérios, procurar mais informações. Gostei da ideia da transparência e tudo mais.

Eu vi que a forma como a Vérios praticava a alocação era bem inteligente, porque considerava a alíquota do Imposto de Renda, monitorava o momento ideal para tirar o investimento, rebalancear… Vi também que era seguro fazer as aplicações. E de acordo com o livro que eu tinha lido lá atrás, mesmo a carteira de investimentos mais agressiva da Vérios seria considerada como conservadora.

Então eu decidi começar com a Vérios no nível de risco mais agressivo (carteira 5) e estou gostando. Acho bem legais os gráficos, os feedbacks que a Vérios dá pra gente, a atenção da equipe… Estou bem confortável, sabe? Tenho indicado para as pessoas mais próximas porque sei que o meu dinheiro está sendo aplicado de forma inteligente.

Mas a maior vantagem é que eu consigo não ficar preocupado com o meu dinheiro. De vez em quando eu dou uma olhada lá, porque gosto de ver como é que está indo tudo, gosto de ver a evolução dos meus investimentos… Mas fora isso, o resto do tempo eu concentro no que realmente é importante na minha vida, né, que é curtir a minha família.

Tenho indicado para as pessoas mais próximas porque sei que o meu dinheiro está sendo aplicado de forma inteligente

Sou casado e pai de três filhos, então eu foco em curtir a família e estudar o que eu gosto de verdade: tocar um pouco de música, ser voluntário em alguns projetos em que acredito…

Tenho vários projetos de vida aos quais me dedico, e depois que comecei a aplicar o meu dinheiro na Vérios sobrou mais tempo livre pra eles, então eu acho que é uma opção bem interessante, sim. Estou gostando bastante e é isso aí, obrigado pela atenção!

O áudio ficou um pouco extenso mas deu pra resumir, dar uma geral pra você entender qual é que foi a minha história.

Certinho, Isa? Muito obrigado, fica com Deus e bom trabalho!

***

Estranhou esse finalzinho do artigo? É porque o Vicente contou sua história em uma mensagem de áudio para a Isa, a editora do blog, e nós fizemos questão de deixar como ele falou. Apenas omitimos informações pessoais que não eram tão importantes para a história como um todo e alteramos o nome a pedido dele!

Que tal compartilhar sua história com investimentos (sucessos, erros, aprendizados, etc) e assim poder ajudar outras pessoas? Envie um e-mail para falacomigo@verios.com.br e peça nosso número para mandar seu áudio ou, se preferir, pode contar por e-mail, como preferir!

“Dinheiro eu gosto de aplicar e esquecer”
5 (100%) 8 votos

Categorias: Iniciante, Intermediário, Avançado, Carteira inteligente, Senta que lá vem história, Planejamento pessoal, Por dentro da Vérios