Entenda o rendimento dos títulos do Tesouro Direto

gráficos de rentabilidade dos títulos do Tesouro Direto

Investir nos títulos do Tesouro Direto é uma maneira segura e de baixo custo de diversificar suas aplicações. O problema é que, para muitas pessoas, a rentabilidade desses títulos ainda é difícil de compreender. No vídeo que gravei para este artigo, vou explicar um pouco do comportamento dos títulos para que você possa compará-los e tenha noção de como eles funcionam historicamente.

Mas, antes, uma sugestão pra quem está começando a investir em títulos públicos (se não é o seu caso, pode pular para o próximo parágrafo): se você está dando os primeiros passos para sair do banco e começar no Tesouro Direto, recomendo que leia antes o artigo Títulos públicos: o que são e como funcionam, que dá uma visão geral sobre esse tipo de investimento.

[Vídeo] Rentabilidade do Tesouro Direto ao longo do tempo

Fizemos um vídeo mostrando o comportamento dos títulos do Tesouro Direto desde 2003. Contemplamos todos os títulos emitidos dentro destes três tipos: Tesouro Selic (LFT), Tesouro Prefixado (LTN) e Tesouro IPCA+ (NTNB). 

Saiba mais sobre o comportamento dos títulos públicos

Aqui em nosso blog, publicamos uma série de artigos abordando em detalhes o que expliquei no vídeo. Eles tratam da dinâmica de oscilação dos preços dos títulos, explicando em quais situações é possível (ou não) perder dinheiro no Tesouro Direto.

Tesouro Selic (LFT)

Dentre os títulos do Tesouro, o Tesouro Selic tem comportamento mais estável, sem oscilações relevantes. Não há espaço para fortes emoções: a rentabilidade da LFT sempre anda lado a lado com a taxa de juros praticada no período. Leia mais: É possível perder dinheiro no Tesouro Direto? Caso 3: Tesouro Selic (LFT).

Investir no Tesouro Direto

Tesouro Prefixado (LTN)

No Tesouro Prefixado, os preços dos títulos “chacoalham” um pouco mais, em geral influenciado pelo patamar atual da Selic e as expectativas do mercado para o futuro da taxa. Nessa classe de ativos, a distância até o vencimento é muito importante. Leia mais: É possível perder dinheiro no Tesouro Direto? Caso 1: Tesouro Prefixado (LTN).

Tesouro IPCA+ (NTNB)

Os títulos indexados à inflação são os mais populares do Tesouro Direto, mas o seu comportamento não é dos mais simples. Isso porque, além do componente de inflação, a rentabilidade do título é dada por um percentual predefinido como no Tesouro Prefixado. Só que, assim como as LTNs, os preços das NTNBs oscilam e a distância até o vencimento importa. Leia mais: É possível perder dinheiro no Tesouro Direto? Caso 2: Tesouro IPCA+ com juros semestrais (NTNB).

Faça diversas simulações

Conhece todos os títulos disponíveis para compra hoje no Tesouro Direto? Desenvolvemos o Simulador do Tesouro Direto mais completo do mercado. Use de forma gratuita a ferramenta e veja as projeções de rentabilidade futura dos títulos.

***

Você quer diversificar seus investimentos com Tesouro Direto, mas não sabe quanto alocar para cada título? Faça uma simulação e descubra o percentual recomendado para cada título na carteira inteligente da Vérios, uma carteira otimizada a partir de modelos matemáticos com resultados comprovados.

Tem títulos do TD, mas gostaria de passar para outra administração? Saiba como fazer a transferência de custódia do Tesouro Direto.

Seja o primeiro a avaliar!

Categorias: Intermediário, Títulos públicos