ETFs superam fundos multimercados em patrimônio

ETFs-superam-fundos-v2

Pela primeira vez, o patrimônio investido em ETFs no mundo superou o de hedge funds (categoria que equivale, no Brasil, aos fundos multimercados). Isso aconteceu no final do primeiro semestre, quando os ETFs alcançaram a marca de US$ 2,971 trilhões em ativos, enquanto os fundos tradicionais ficaram com uma posição de US$ 2,969 trilhões, conforme resultado da pesquisa ETFGI, noticiado pela Folha de S. Paulo ontem1.

Para fins de comparação, o PIB apurado pelo Brasil em 2014 foi de US$ 2,346 trilhões – a sétima posição entre as maiores economias do mundo2.

Esse movimento já era esperado no mercado financeiro. No artigo ETFs: o futuro do mercado financeiro, o autor Pedro Lula Mota destacou um estudo da Bloomberg e da Hedge Fund Research, que estimava que o saldo de ETFs sob gestão superaria o dos hedge funds no mês de agosto. Aconteceu um pouco antes.

ETFs: o que são e como funcionam

Os ETFs são fundos que representam índices e são negociados em bolsa, diferentes dos tradicionais fundos de investimento. Os principais apelos dos ETFs são o baixo custo, a liquidez e a facilidade de exposição a diferentes mercados e setores, o que faz do ativo uma opção interessante para compor carteiras diversificadas.

Se no mundo os ETFs já superaram o patrimônio dos hedge funds, no Brasil esse tipo de ativo foi criado há menos tempo e está lentamente ganhando espaço, com 18 veículos de investimento disponíveis e patrimônio sob gestão de R$ 3,15 bilhões. Saiba mais no artigo ETFs: o que são e como funcionam.

 

Seja o primeiro a avaliar!

Categorias: ETFs, Fundos de investimento, Fundos multimercados