Insira suas próprias movimentações na carteira consolidada

Atualização em fevereiro de 2015: Desde 2009, aprendemos muito com os bastidores do mercado financeiro, sempre buscando soluções inovadoras para as dificuldades que você enfrenta ao investir. Em 2011, criamos o Comparação de Fundos. Em 2012, o cadastro fácil. Em 2013, a Carteira Online. Agora, queremos ir além. Estamos trabalhando numa maneira totalmente nova de investir. Nesse contexto, desabilitamos temporariamente algumas funcionalidades do site.

Na primeira versão do sistema de consolidação de carteira, as movimentações (aportes e resgates) somente podiam ser inseridas por nossa equipe. A partir de hoje, liberamos para todos os usuários a funcionalidade de adicionar e excluir movimentações. Isso significa que, se você já é nosso cliente, você pode incluir na carteira os aportes e resgates dos fundos que possui em outros bancos. Com isso, fica fácil acompanhar a evolução consolidada de todo o seu patrimônio investido em fundos.

Depois de fazer o login, você verá um novo item no menu superior:

Adicionar Movimentação

Ao clicar, abrem-se três opções:

Aplicação
Resgate Parcial
Resgate Total

Aplicação

Para inserir uma aplicação, você precisa encontrar o fundo em que aplicou, utilizando o campo de busca. Depois, digite a Data de cotização da aplicação e o Valor que foi aplicado. Com esses dados, os campos Número de cotas e Valor da cota serão preenchidos automaticamente.

Às vezes pode ocorrer alguma divergência entre os números calculados automaticamente e os valores que constam no extrato fornecido pelo seu banco. Por isso, você pode conferir e corrigir os dados antes de salvar.

Clique em Salvar e você receberá uma confirmação. Após a confirmação, você já pode adicionar mais movimentações ou clicar em Posição para ver sua carteira atualizada. A nova aplicação já estará visível.

Resgate parcial

O resgate parcial é quando você retira uma parte do dinheiro, mas continua com saldo no fundo em questão.

O registro de um resgate parcial possui dois campos a mais que o de uma aplicação: IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e IR (Imposto sobre a Renda).

Nesses campos, você registra a tributação que incidiu sobre o seu resgate. Na maioria dos casos, o IOF será igual a zero, pois esse imposto só incide nas aplicações que permanecem investidas por menos de 30 dias.

Essas informações normalmente estão disponíveis no extrato enviado pelo banco que administra o fundo de investimento.

Dica: Se você pediu um resgate de R$ 10.000,00 e o extrato do fundo de investimento mostra um resgate de R$ 10.137,42, a tributação foi de R$ 137,42. Você pode lançar esse valor integralmente no campo do Imposto de Renda.

Resgate total

O resgate total ocorre quando você retira todo o dinheiro que possui em um determinado fundo.

Para inserir um resgate total, basta indicar o fundo e inserir a Data de cotização. Os outros valores serão calculados automaticamente, inclusive IR e IOF. Mais uma vez, você terá a oportunidade de conferir os números e corrigi-los caso haja alguma divergência.

Atualização automática

Uma vez inseridas as aplicações e resgates, a evolução do seu patrimônio será atualizada automaticamente, todos os dias. Rentabilidade individual de cada fundo, rentabilidade consolidada do seu patrimônio, percentuais de exposição a cada fundo e diversos outros indicadores estarão sempre atualizados com os dados disponibilizados pela CVM.

Além disso, nossos clientes não precisam inserir os aportes e resgates que realizarem conosco. Nossa equipe faz essa atualização no sistema assim que os dados são disponibilizados.

Categorias: Por dentro da Vérios