Listamos 10 perguntas para você fazer ao gerente do banco ou assessor de investimentos

Uma lista de perguntas para fazer ao gerente do banco ou assessor na hora de investir

Ao investir seu dinheiro com o auxílio de alguma pessoa ou empresa, como a própria Vérios, você está contratando um serviço. Essa “contratação” pode acontecer de maneira formal, com contrato e tudo, ou não. De qualquer forma, você conta com o conhecimento e experiência de alguém para lhe ajudar em algo que você não consegue (ou não quer) fazer por conta própria.

Parece ótima a ideia de confiar em alguém para fazer algo que você não manja muito ou não tem paciência, não é? A questão é: até que ponto você pode de fato confiar?

Seja o gerente de relacionamento do banco…

Nós não aprendemos a investir na escola. O caminho natural para quem começa a poupar dinheiro é confiar no gerente do banco. Afinal, você recebe seu dinheiro lá: ele parece estar protegido no banco. O problema é que o mercado financeiro brasileiro é cheio de armadilhas. Por trás da aparência de segurança do banco, existe um problema que passa batido para boa parte dos correntistas: o conflito de interesses.

Como saber se o gerente recomendou o melhor para você ou se estava empurrando produtos apenas para bater metas?

Se o gerente recebe uma comissão quando você faz uma determinada aplicação com o banco, como saber se ele recomendou o melhor para você ou se ele estava empurrando produtos apenas para bater metas e se dar bem? Dois produtos muito usados para isso são planos de previdência e fundos de investimento do próprio banco.

Um ex-gerente de relacionamento já contou aqui no blog como chegam as metas de vendas estipuladas pelos chefes das divisões regionais dos bancos: “Preciso de R$ 1 milhão em aportes em previdência hoje para ajudar a Regional!”.

E o que dizer do Hiperfundo Bradesco, que administra quase R$ 4 bilhões de mais de 280 mil pessoas atraídas pelos prêmios que o fundo oferece em suas propagandas — as quais disfarçadamente escondem uma taxa de administração sem vergonha de 3,9% ao ano?

… ou o assessor de investimentos

Tirar o dinheiro do banco não significa se livrar do conflito de interesses. Da mesma forma que gerentes de banco, assessores de investimento que trabalham junto com corretoras podem ser remunerados na forma de um percentual sobre os custos da aplicação financeira que ele recomenda, o chamado rebate, muito comum em fundos de investimento.

Certa vez criamos um painel de post-its com várias outras perguntas que você também pode fazer!

O que fazer, então? Informe-se sobre como a pessoa ou instituição que te ajuda a investir é remunerada. Não hesite diante de palavras complicadas e siglas que você nunca ouviu falar na vida. Pergunte. Pergunte. Pergunte de novo!

Em outro artigo já explicamos como reconhecer o conflito de interesses, mas agora preparamos algo bem prático para você: uma lista de perguntas que você pode fazer ao gerente do banco ou ao assessor de investimentos da próxima vez que ele telefonar oferecendo “uma ótima oportunidade”. Anote:

Perguntas

1) Se eu aceitar essa recomendação de investimento, quantos reais você vai receber?

2) Você vai continuar recebendo alguma comissão durante o período em que meu dinheiro estiver aplicado? Quanto?

3) Prometeram algum bônus quando você foi contratado por esse banco ou escritório de assessoria de investimentos?

4) Se sim, o pagamento desse bônus será prejudicado se eu não fizer esse investimento que você me recomenda?

5) Você está ganhando mais me recomendando essa aplicação do que outra com características parecidas?

6) O seu banco ou escritório está oferecendo algum prêmio, como uma viagem ou um carro, para quem captar mais dinheiro para essa aplicação?

7) Você costuma ser convidado para almoços grátis? Se sim, que empresa está oferecendo?

8) Você será prejudicado de alguma forma se eu decidir resgatar meu dinheiro antes de certo prazo?

9) Quais são os outros custos envolvidos se eu decidir fazer essa aplicação? Taxas de corretagem? Taxas escondidas? Por favor me passe uma lista com todos os custos. Obrigado!

10) Para finalizar: o seu chefe limitou os produtos de investimento que você pode me recomendar para incentivar que eu aplique meu dinheiro em certos produtos em vez de outros?

O que achou das perguntas? “Na lata”? Talvez até indiscretas?

Não é errado querer saber exatamente quanto você está pagando

Nós brasileiros temos esse tabu ao falar sobre quanto as pessoas ganham — aliás, para listar essas perguntas me inspirei neste artigo do New York Times que aborda como é o conflito de interesses nos Estados Unidos. Porém, ao lidar com o dinheiro que você está investindo para o seu futuro, cada real gasto em taxas é um real a menos para você. Não é errado querer saber exatamente quanto você está pagando ou se aquela é uma recomendação boa de verdade para você ou para o gerente ou assessor.

Quer que desenhe? Tá desenhado! Ilustração de Paulo Muniz no quadro do escritório da Vérios em 2016

Se para comprar um carro a gente pesquisa tudo e quer saber exatamente quais os itens de série e acessórios estão inclusos, por que ser negligente quando o que está em jogo é o seu futuro?

Esperamos que essa lista de perguntas seja útil para ajudar você a identificar os conflitos de interesse e investir melhor seu dinheiro.

PS: Na Vérios não tem gerente nem assessor. Ninguém ganha comissões e não temos uma “prateleira” de produtos diferentes para te empurrar. Nossa solução é única: uma carteira de investimentos diversificada com títulos do Tesouro Direto e uma pequena parcela de ações, administrada de forma inteligente. A empresa é remunerada por uma taxa de gestão. Este artigo é para ajudar você a identificar o conflito de interesses e não para ficar falando da Vérios, mas acho justo convidar nosso cofundador e CEO Felipe Sotto-Maior para responder essas 10 perguntas aqui nos comentários. Aliás, vou fazer isso agora mesmo!

Listamos 10 perguntas para você fazer ao gerente do banco ou assessor de investimentos
5 (100%) 9 votos

Categorias: Iniciante, Intermediário, Planejamento pessoal
  • Opa! Um monte de perguntas! Vamos lá, uma por uma.

    1) Se eu aceitar essa recomendação de investimento, quantos reais você vai receber?

    Eu pessoalmente, nada. Nem as pessoas do (incrível) time de atendimento. A Vérios vai receber um valor entre 0,20 e 0,55% ao ano, sobre o total investido. Em fundos de banco geralmente esse percentual chega a 3,00%, e às vezes até 4,00%.

    Para fazer uma conta aproximada:
    – Se você investir R$ 12 mil, a Vérios recebe aproximadamente R$ 5 por mês, para cuidar de TUDO por você. É menos que a taxa de entrega de uma pizza.
    – Se você investir R$ 50 mil, a Vérios recebe aproximadamente R$ 12 a 15 por mês, para cuidar de TUDO por você. É menos que um ingresso de cinema.

    Ah! E você pode acompanhar todos os pagamentos e valores, direto no mesmo sistema onde monitora seus investimentos. Você vai saber, todo mês, quantos reais está pagando. Se achar que está caro (duvido!), é só retirar seu dinheiro para cancelar o serviço (e partir nossos corações).

  • 2) Você vai continuar recebendo alguma comissão durante o período em que meu dinheiro estiver aplicado? Quanto?

    Não recebemos nenhuma comissão por venda de produtos ou qualquer outro tipo de remuneração indireta sobre o seu investimento. A única cobrança da Vérios é a nossa taxa de administração, apresentada de forma transparente. Ela é calculada na base anual e cobrada parcialmente todos os meses (veja a resposta da pergunta 1).

  • Essas duas vão juntas pq estão relacionadas.

    3) Prometeram algum bônus quando você foi contratado por esse banco ou escritório de assessoria de investimentos?

    O time que responde suas dúvidas (Equipe UAAU!) não ganha bônus por venda. Eles estão ali para te ajudar a entender melhor nosso serviço e seus investimentos, e não para vender.

    4) Se sim, o pagamento desse bônus será prejudicado se eu não fizer esse investimento que você me recomenda?

    Não.

  • 5) Você está ganhando mais me recomendando essa aplicação do que outra com características parecidas?

    Não. Você pode pagar menos se cuidar de todos os seus investimentos sozinho, sem nossa ajuda. Assim como você pode gastar menos se cozinhar em casa ao invés de comer num restaurante. Mas a comodidade e o prazer de comer num restaurante valem mais do que a simples soma dos preços dos ingredientes do seu prato. Nós sabemos que o preço que cobramos é ótimo perto da qualidade do serviço que prestamos, principalmente porque com a Vérios fica tão fácil que você passa a guardar um pouco de dinheiro todos os meses, alcançando seus sonhos mais rapidamente.

  • 6) O seu banco ou escritório está oferecendo algum prêmio, como uma viagem ou um carro, para quem captar mais dinheiro para essa aplicação?

    Não.

  • 7) Você costuma ser convidado para almoços grátis? Se sim, que empresa está oferecendo?

    Não costumo receber mimos de bancos e empresas que queiram vender produtos, não. Mas se algum CLIENTE quiser me convidar, aqui na região da Av. Paulista, eu aceito o convite!! #SempreComFome

  • 8) Você será prejudicado de alguma forma se eu decidir resgatar meu dinheiro antes de certo prazo?

    Hum… Não. Aqui não existe prazo certo, você pode resgatar quando quiser. A gente vai deixar de prestar serviço e portanto vai deixar de cobrar de você. Mas nada que seja um prejuízo ou perda de bônus, etc. Ninguém vai tentar te impedir de sacar.

  • 9) Quais são os outros custos envolvidos se eu decidir fazer essa aplicação? Taxas de corretagem? Taxas escondidas? Por favor me passe uma lista com todos os custos. Obrigado!

    A gente tem uma lista completa nessa página, dá uma olhada: https://verios.com.br/custos/
    É no item “O que está incluso nos 0,95%?”

  • 10) Para finalizar: o seu chefe limitou os produtos de investimento que você pode me recomendar para incentivar que eu aplique meu dinheiro em certos produtos em vez de outros?

    Não. Essa pergunta aqui na Vérios não encaixa muito. A gente não vende os produtos (fundos, LCI, LCA, etc), não recebe comissão de produtos. A gente vende um serviço: cuidar da sua conta na corretora, para você saber que seu dinheiro está sempre bem investido e ainda ter mais tempo livre para as coisas que gosta.

  • #SpammerDosComentários