Postado em: Iniciante, Intermediário, Planejamento pessoal>Aposentadoria, Tipos de investimentos>Fundos de investimento Por:
2 de Fevereiro de 2017 Ultima atualização: 17 de agosto de 2018

O erro número 1 de quem investe em previdência privada

2 de Fevereiro de 2017

Se você pensa em investir sua reserva de aposentadoria em um fundo de previdência privada, prepare-se para brincar de Sherlock Holmes.

Além do dinheiro propriamente dito, você também precisará investir algum tempo estudando direitinho se o plano faz sentido, se é adequado para o seu perfil e qual é o regime de tributação, por exemplo.

Porém, até mais importante que tudo isso, é preciso investigar os custos: eles são a fonte do erro número 1 de quem investe em previdência privada.

Isso porque alguns fundos (sobretudo aqueles oferecidos pelo banco onde você tem conta corrente) cobram taxas abusivas. Fuja deles!

Um plano de previdência privada é um compromisso de longo prazo. E o problema é que, ao longo dos anos, custos crescem como gremlins, de forma exponencial. Isso também acontece com a rentabilidade, graças ao efeito dos juros compostos, maaas… você já conhece a equação: mais custos = menos rentabilidade.

Para se prevenir de contratar um plano que seja bom para o banco e não para você, assista ao nosso webinar sobre previdência privada. Nele, Felipe Sotto-Maior, da Vérios, e Tiago Guedes, do site Investidor Rico, explicam como analisar os custos do investimento para não cair em furadas.

Assista aqui à gravação do webinar:

Duração do vídeo: 59 minutos

Bônus do webinar

Preguiçoso, pesquisador ou engajado?

O Tiago fez uma simulação para mostrar, em reais, o impacto das taxas cobradas com o passar dos anos. Para isso, ele criou três “perfis” de investidor:

O preguiçoso: aquele que contrata o primeiro plano de previdência privada que aparece.

O pesquisador: aquele que pesquisa até achar um bom plano de previdência privada.

O engajado: aquele que usa a Vérios (carteira 3) ou faz sua previdência sozinho com bom assessor.

Observe nas tabelas abaixo a grande diferença do patrimônio total acumulado por cada um dos perfis em 5, 10 e 15 anos.

E você, ainda acha que está mais para preguiçoso ou pesquisador? Fique tranquilo: após assistir ao webinar, você já poderá se considerar um investidor engajado!

***

Buscando um bom investimento para sua aposentadoria? Que tal conhecer a Vérios? Nós criamos uma carteira de investimentos otimizada para o longo prazo, com liquidez, e cuidamos de tudo para você! O custo total é de apenas 0,95% ao ano e não há taxas escondidas. Clique aqui e faça uma simulação sem compromisso agora mesmo.

Este artigo foi útil para você?
O erro número 1 de quem investe em previdência privada
5 (100%) 5 votes

2 de Fevereiro de 2017
Ultima atualização: 17 de agosto de 2018

Você pode gostar também…

817 21 11 min de leitura

O que é previdência privada e como funciona: o que você deve saber

O que é previdência privada exatamente e como funciona esse tipo de investimento? Talvez você esteja se perguntando: vale a pena investir em previdência privada? A re...

Continue lendo
847 23 10 min de leitura

1 milhão de reais rende quanto de juros por mês?

Aposentar-se é o desejo de muita gente. Principalmente para quem sempre trabalhou duro para conseguir o que quer e construir um futuro sólido. Chegar ao primeiro milhã...

Continue lendo
202 10 3 min de leitura

Previdência privada: quando vale a pena?

Há pouco tempo, um gerente-geral de uma multinacional nos procurou insatisfeito com seu patrimônio “preso” em um fundo de previdência de baixa rentabilidade e alto...

Continue lendo

Autores

Fã da facilidade que as fintechs proporcionam, Isa trabalha com comunicação e marketing. É jornalista formada pela UERJ, com MBA em Marketing pela FGV

Comentários