Por que commodities são cíclicas?

A Vérios compartilha com você a opinião de um dos maiores especialistas em commodities do Brasil – Victor Nehmi, gestor da Sparta Fundos de Investimento.

O engenheiro agrônomo discorre sobre alguns fatores que influenciam nos preços da soja, cana de açúcar, milho e o que é necessário para ganhar dinheiro nesse mercado. Leia a seguir.

– Este artigo reflete a opinião do autor convidado. –

Muito se fala sobre a tendência de alta das commodities agrícolas como um todo. Será que ela está realmente acontecendo?

Commodities são cíclicas por definição. Isso significa que a produção é estimulada ou desestimulada de acordo com o preço. Se o preço de algum produto estiver alto, diversos produtores passarão a produzi-lo, aumentando a produção. Se a produção for grande, os estoques aumentam e o preço cai. Se o preço cai, diversos produtores perdem o interesse no produto, fazendo com que a safra diminua. Os estoques ficam reduzidos e o preço volta a subir… Não é uma tendência de alta eterna. É um ciclo.

Veja um resumo:

De acordo com essa lógica, é natural se perguntar: se os preços sobem e descem, é possível comprar mais barato e vender mais caro? Sim. Existem muitas oportunidades de investimento em commodities. Mas para isso é necessário muito estudo do mercado físico e não somente do mercado financeiro para identificar os momentos de investir na alta ou na baixa.

Um mito do mercado é de que todas as commodities se comportam da mesma maneira. Na verdade, cada commodity possui um comportamento próprio. As diferenças decorrem de diversos motivos, por exemplo:

  • Algumas commodities podem ser estocadas, como é o caso do café. Outras não, como é o caso da carne bovina.
  • Algumas são mais rápidas para produzir: o frango vive em média 42 dias entre o nascimento e o abate. Já o bezerro, nasce após 9 meses de gestação e vai para o abate depois de 2 a 3 anos no pasto.
  • Algumas culturas são rapidamente renováveis, como a soja, cujo tempo necessário para preparar o plantio dura em média 6 meses, e mais 90 dias para colher. Já a cana de açúcar leva de 12 a 18 meses para renovar uma plantação, mas para ampliar a capacidade de produção via greenfield (tempo que uma indústria de açúcar precisa para atingir sua plena capacidade) é algo próximo a 5 anos.
  • O clima também tem o seu papel. Em geral, a chuva é bem vinda após o plantio, mas pode atrapalhar muito no momento da colheita. Um pouco mais de chuva pode até aumentar a produtividade, mas um dilúvio pode colocar tudo a perder. 

Esses são alguns exemplos simples de fatores que influenciam o volume de estoques e, portanto, o preço. Além disso, é necessário estar atento a mudanças na demanda. O crescimento econômico gera profundas mudanças nos padrões de consumo.

Veja o que aconteceu com os preços de duas commodities em 2012: a soja e o açúcar.

Gráfico da evolução dos preços da soja e açúcar nos últimos meses
Evolução dos preços da soja e açúcar nos últimos meses

 A produção de soja sofreu devido a uma forte seca na região sul do Brasil e na Argentina no início de 2012. No meio do ano foi a vez dos EUA (maior produtor mundial) sofrer uma grande quebra de safra. Resultado: os preços dispararam quase 50% no ano.

Por outro lado, a produção brasileira de açúcar tem surpreendido. Os altos preços praticados no mercado internacional estimularam a produção e, apesar de as chuvas terem provocado um atraso no início da colheita, elas também garantiram uma melhor produtividade das lavouras, o que resultou em uma queda de cerca de 20% no preço do açúcar no ano.

Os mercados de commodities oferecem muitas oportunidades, sobretudo no Brasil, que é o maior exportador mundial de diversos produtos, como soja, açúcar, café, carne bovina e de frango. No entanto, é preciso ser um especialista para se antecipar aos movimentos e aproveitá-los.

Hoje existe muita informação disponível sobre todo tipo de mercado. Quando sai uma notícia no jornal falando que o clima está prejudicando a safra de soja, todos os especialistas já se posicionaram. Dessa forma, resta aos menos experientes apenas assistir o final do movimento.

Se por um lado a formação técnica em agronomia permite tirar o máximo de proveito nas visitas às regiões produtoras, a experiência em ambos os setores (produtivo e financeiro) é crucial para avaliar quais dados e estatísticas são confiáveis e merecem atenção. Só assim é possível alimentar modelos estatísticos de produção e demanda e chegar à conclusão, antes dos outros, de quais são as oportunidades. O grande segredo para os investimentos em commodities está na capacidade de transformar as informações em oportunidades, e as oportunidades, em lucros.

* Victor Nehmi é o fundador e gestor de commodities da Sparta Fundos de Investimento. Engenheiro agrônomo pela ESALQ/USP e especialista em administração pela EAESP/FGV, tem mais de 30 anos de experiência no setor de commodities agrícolas.

Por que commodities são cíclicas?
5 (100%) 1 voto

Categorias: Indicadores econômicos, Economia