Quer abrir uma poupança para o futuro do seu filho? Saiba como

Saiba como abrir uma conta poupança ou de investimentos para seu filho menor de idade

Qual é o melhor presente que você pode dar para seu filho ou filha menor de idade? Já pensou em investir para o futuro dele(a)? Neste artigo daremos duas alternativas para ajudar você com essa missão. Primeiro, vamos mostrar como você pode criar uma conta poupança no nome do seu filho. Em seguida, explicamos como construir uma carteira diversificada de investimentos no nome e CPF da criança com a ajuda da Vérios.

Documentos necessários para investir em nome de um menor de idade

Para abrir uma conta no nome da criança no banco e/ou na corretora, ela precisa ter CPF e RG. Se seu filho ainda não tem esses documentos, não deixe de providenciar!

Tanto no caso do RG como do CPF você como pai, mãe ou representante legal vai precisar apresentar seus documentos de identificação e a certidão de nascimento da criança.

Se seu pequeno já tem CPF e RG, ótimo! Pode ir direto para os próximos passos 😉

Como abrir uma conta poupança para seu filho

Quem acompanha o blog sabe que nunca recomendamos investir na caderneta de poupança. Apesar de simples, o rendimento não vale a pena e sempre existem opções melhores.

Porém se você quer realmente abrir uma conta poupança para seu filho, basta comparecer ao banco com seus documentos e o RG e CPF da criança.

Nesse caso, recomendamos que abra apenas a conta poupança, sem conta corrente, para fugir dos custos e tarifas que o banco costuma cobrar.

Como construir uma carteira diversificada de investimentos para seu filho

Aí, sim! Essa é a melhor coisa que você pode fazer. Provavelmente, você só vai querer usar o dinheiro que poupa para o seu filho quando ele for maior de idade. Se ele ainda é um bebê, temos quase duas décadas pela frente! Isso significa que você pode investir de forma diversificada, até tomando um pouco mais de risco na expectativa de obter retornos maiores no longo prazo.

Por aqui já gerenciamos muitas contas de menores de idade, porém ainda não preparamos o site para esse público. Se você quer que a Vérios cuide do dinheiro que você poupa para o futuro do seu filho, converse com a equipe pelo chat do site ou envie um e-mail para falacomigo@verios.com.br e ficaremos felizes em oferecer mais informações e ajudar você a realizar esse sonho!

Para investir com a Vérios, seu filho precisará ter uma conta corrente (fica a dica para abrir uma conta digital, sem custos) e uma conta em nossa corretora parceira, a Rico. Não se preocupe: estaremos disponíveis para ajudar você com tudo isso.

E quanto investir? Excepcionalmente para contas de menores de idade abrimos a possibilidade de flexibilizar o valor da aplicação inicial. Nós analisamos caso a caso! O mais importante é você ter o compromisso de poupar todos os meses para o pequeno.

Assista ao vídeo para entender melhor como funciona:

Existe idade ideal para começar a investir para o futuro do seu filho?

Sim! Quanto antes, melhor.

Devido ao efeito multiplicador dos juros compostos (juros sobre juros), quanto mais tempo ele ficar investido, mais irá render. Portanto, o quanto antes você começar a investir para o futuro do seu filho, mais possibilidades ele terá quando chegar a hora de usufruir do dinheiro. 

Em nosso blog contamos a história da Maria Luísa. Seus pais começaram a investir quando ela tinha apenas três meses de idade. Ultimamente temos recebido mensagens de casais ainda grávidos que já estão planejando abrir a conta de investimento em nome do filho.

Se seu filho já é maiorzinho, já está na idade de fazer malcriação😂, ou mesmo se já é adolescente, não deixe de começar a investir para o futuro dele. Antes tarde do que nunca!

Agora conte pra gente nos comentários: como você pretende usar o dinheiro poupado para o futuro do seu filho? Com que idade ele terá acesso aos recursos?

Quer abrir uma poupança para o futuro do seu filho? Saiba como
4.11 (82.22%) 9 votos

Categorias: Iniciante, Intermediário, Avançado, Planejamento pessoal
  • Ronald Haas

    Parabéns pelo artigo! Todos deveriam começar cedo, não importando o quanto podem investir.
    Tenho dúvidas em relação ao imposto de renda nos casos de investimentos no CPF de minha filha. O ideal é fazer declaração declaração dela separado?

    • Oi, Ronald! Pra variar, a resposta aqui é “depende”. As duas formas são consideradas corretas pela Receita. O filho ou enteado com menos de 21 anos pode fazer declaração conjunta, mesmo quando está obrigado a declarar. Nesse caso, os rendimentos e patrimônio da criança devem ser declarados junto com os do pai/mãe.

      Quando o menor de idade tem alguma renda, a maioria dos especialistas recomenda que você preencha a sua declaração e depois faça uma simulação no programa da Receita, preenchendo a declaração da criança sozinha e depois preenchendo como declaração conjunta, na posição de dependente. Isso porque, dependendo do tipo de renda e faixa de renda do menor e dos pais, o imposto total que a família vai pagar pode ficar menor juntando ou separando as rendas.

      Em geral, o menor está obrigado a declarar se ele recebeu no ano pensão alimentícia acima de R$ 28 mil (rendimento tributável) ou mesada/doações acima de R$ 40 mil (rendimento isento) ou se ele tiver patrimônio superior a R$ 300 mil no dia 31/12 ou se obteve ganhos na venda (resgate) de investimentos. Todos esses valores são aproximados e referentes ao ano de 2016, para declaração de 2017. No ano que vem a Receita divulga valores atualizados.

      Para aprofundar nesse tema, o correto mesmo é conversar com um contador ou advogado, ok?
      Abraço!

      • Ronald Haas

        Muito obrigado pelos esclarecimentos.