Postado em: Economia>Indicadores econômicos, Iniciante, Planejamento pessoal>Plano de investimento, Tipos de investimentos>Fundos de investimento Por:
16 de Janeiro de 2014 Ultima atualização: 17 de agosto de 2018

Rentabilidade absoluta e relativa dos investimentos

16 de Janeiro de 2014

A rentabilidade é o quanto se ganha ou perde ao investir. Geralmente, quando se fala em rentabilidade, estamos falando da rentabilidade absoluta. Ela é expressa na forma de percentual sobre o valor investido.

Embora seja a primeira informação que muitos investidores buscam, a rentabilidade absoluta sozinha diz muito pouco sobre a qualidade do investimento, principalmente porque é pouco útil ao comparar períodos diferentes. Para saber se a rentabilidade está boa, é necessário compará-la com alguns parâmetros que mostram qual era a rentabilidade razoável para cada momento da economia.

É preciso ter uma referência

É preciso ter sempre uma referência. Na década de 1990, a taxa de juros chegou próxima a 50% ao ano. Nesse cenário, um fundo com rendimentos de 25% ao ano teria um desempenho medíocre. Já em 2014, com a taxa de juros em torno de 11% no ano, a mesma rentabilidade de 25% seria um rendimento excelente.

Banner 2

No caso da avaliação de fundos de investimento, as referências mais utilizadas hoje em dia são o CDI (Certificado de Depósito Interbancário) e o Ibovespa. Para avaliações de longo prazo, recomendamos utilizar sempre o CDI, mesmo que seja um fundo de ações.

Como ler a rentabilidade relativa?

Quando um fundo é comparado ao CDI, a rentabilidade absoluta é dividida pelo CDI do mesmo período. A rentabilidade relativa é expressa em percentual do CDI.

Rentabilidade absoluta CDI Rentabilidade relativa ao CDI
6% 12% 50% do CDI
9% 12% 75% do CDI
12% 12% 100% do CDI
15% 12% 125% do CDI

Já quando a referência é um índice de renda variável, como o Ibovespa, a comparação é feita por subtração. A rentabilidade relativa é informada em pontos percentuais.

Rentabilidade absoluta Ibovespa Rentabilidade relativa ao Ibovespa
12% 8% 4 p.p.
9% 12% -3 p.p.
-6% -7% 1 p.p.
2% -1% 3 p.p.

Um fator importante: a inflação

Quando tratamos de investimentos, a inflação é um indicador que precisa ser olhado com atenção, uma vez que ela determina o ganho real de poder de compra da sua aplicação. Para entender um pouco mais, veja o artigo sobre os três indicadores para acompanhar seus investimentos (os outros dois são o CDI ou juros e o Ibovespa, contemplados neste artigo).

Em resumo

Não se deve avaliar a rentabilidade absoluta isoladamente. É preciso verificar a rentabilidade do fundo comparada a índices relevantes (Inflação, CDI e Ibovespa, entre outros) e também com os riscos relacionados ao investimento.

banner-planilha-rentabilidade——–
Gostou deste artigo? Ele faz parte de um guia completo, que busca responder uma dúvida muito comum: Como escolher um fundo de investimento? Clique para ler.

***

Você está buscando investir de forma inteligente e diversificada? Conheça a carteira inteligente da Vérios, ela é otimizada para aumentar sua rentabilidade no longo prazo. Comece simulando a alocação ideal para o seu perfil.

 

Artigo atualizado em abril de 2015.

Este artigo foi útil para você?
Rentabilidade absoluta e relativa dos investimentos
3.3 (66.67%) 3 votes

16 de Janeiro de 2014
Ultima atualização: 17 de agosto de 2018

Você pode gostar também…

220 8 4 min de leitura

3 indicadores econômicos para acompanhar seus investimentos

Descubra como indicadores de juros (Selic e CDI), inflação (IPCA e IGP-M) e Ibovespa ou IBr-X podem ajudar a acompanhar seus investimentos ...

Continue lendo
1174 56 10 min de leitura

Fundos de investimento: o que são?

Os fundos de investimento são um dos tipos de investimento ou aplicação financeira mais comuns no país. Um fundo reúne os recursos de diversos investidores, chamad...

Continue lendo
180 17 2 min de leitura

Consistência dos fundos de investimento

Durante sua existência, os fundos passam por fases boas e fases ruins. Por isso, quando procuramos um investimento, não faz sentido avaliar apenas aqueles que obtive...

Continue lendo
195 3 2 min de leitura

Comparação de fundos: de onde vêm os dados?

Atualmente, o banco de dados da Comparação de fundos possui 12 milhões linhas de informação sobre mais de 10.500 fundos. Estimamos que esse número aumentará em mai...

Continue lendo
401 19 8 min de leitura

6 comportamentos financeiros que você deveria abandonar

Estudando o processo de tomada de decisões de investimento e experiências anteriores de nossos clientes, identificamos seis comportamentos financeiros que podem lhe cau...

Continue lendo
388 17 6 min de leitura

Investimento da moda: a boa oportunidade que já passou

No dicionário, moda é o valor ou comportamento que mais se repete. É uma palavra comum na análise estatística de bases amostrais, e também nas discussões do dia a ...

Continue lendo

Autores

CEO da Vérios, a fintech que te ajuda a fazer investimentos inteligentes, de forma fácil, rentável e segura. Pode confiar. Felipe conta com mais de 10 anos de atuação no mercado financeiro, e em 2011 cofundou o site Comparação de Fundos, primeiro a dar transparência a mais de 15 mil fundos de investimento. É advogado pela USP e pós-graduado em Finanças Corporativas e Investment Banking pela FIA.

Comentários