Rico: conheça a corretora

Rico Corretora: conheça

Com produtos financeiros dos mais variados, as corretoras de valores ou corretoras de investimento independentes começaram a ganhar força no mercado – algumas até competindo de igual para igual com grandes bancos. Parte disso tem a ver com a ampliação do portfólio de produtos oferecidos pelas corretoras aos seus clientes.

Se antigamente eram conhecidas pela intermediação na compra e venda de ações, hoje essas instituições financeiras têm uma prateleira variada, com aplicações de renda fixa (títulos públicos do Tesouro Direto, CDB, LCI, LCA, CRI, CRA, debêntures etc.) e renda variável (ações, ETFs), além de fundos de investimento.

Conhecer melhor o histórico e a evolução das principais corretoras de valores em atuação no Brasil é fundamental na hora de tomar decisões de investimento. Por isso, o blog da Vérios dá início a um conjunto de artigos sobre algumas dessas instituições.

Para inaugurar o guia de corretoras, contaremos a trajetória da Rico, atualmente uma das maiores corretoras independentes do país. Confira!

Leia também: Easynvest: conheça a corretora

Histórico

Fundada em 2011, a Rico é uma corretora especializada em investimentos para pessoa física e que nasceu no ambiente online. Na época, os sócios Frederico Meinberg, Marcelo Mendonça de Barros, Monica Saccarelli, Norberto Giangrande e Ricardo da Costa Moraes Filho decidiram montar uma nova corretora a partir da base de 14 mil clientes pessoa física da corretora Link.

Com aposta forte em educação financeira e desenvolvimento em tecnologia, aos poucos a Rico foi ganhando espaço até se consolidar como a segunda maior corretora independente do país.

Assista ao vídeo institucional disponibilizado pela corretora:

Evolução no mercado

Entre 2014 e 2016, a Rico liderou por 17 meses consecutivos as aberturas de contas em Tesouro Direto. Atualmente, a corretora tem cerca de 120 mil investidores ativos, com um volume de R$ 10 bilhões de recursos, segundo reportagem publicada recentemente pelo Valor Econômico

Apesar de ser mais conhecida pela forte atuação em Tesouro Direto, a Rico tem uma gama de aplicações que vão desde CDB, LCI e LCA até ações, ETFs, opções e contratos futuros. No cardápio, o investidor ainda tem à disposição fundos de renda fixa, fundos multimercados e fundos de ações.

Para quem busca aprender mais sobre finanças pessoais e investimentos ou quer saber como sua carteira foi estruturada, a corretora também conta com uma equipe de especialistas em diferentes áreas, como análise fundamentalista e análise gráfica, macroeconomia, entre outras.

Aquisição pela XP

Em dezembro de 2016 a corretora teve 100% do seu capital adquirido pela XP Investimentos. O negócio já recebeu aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), mas ainda depende do aval do Banco Central (BC).

Na ocasião, o CEO da Rico, Norberto Giagrande, afirmou que a união seria a melhor maneira de perpetuar os projetos da corretora. Já o presidente do grupo XP, Guilherme Benchimol, afirmou em dezembro que a compra integra a estratégia da maior corretora independente em diversificar o portfólio, processo iniciado há três anos com a aquisição da Clear Corretora. As marcas seguirão independentes, conforme o anúncio.

Parceria com a Vérios

O serviço de gestão automática de carteiras de investimento oferecido pela Vérios é prestado em parceria com a Rico. Por meio de uma integração tecnológica com a instituição financeira, a Vérios cuida de tudo: faz a gestão inteligente das carteiras, aplicações e resgates, rebalanceamento e controle de custos e tributos. Saiba mais no vídeo:

Rico: conheça a corretora
5 (100%) 9 votos

Categorias: Iniciante, Intermediário, Avançado
  • Lavoro

    Oi Danylo, gostei da iniciativa de falar de corretoras! Mas eu pensei que vocês analisariam melhor a corretora. Por exemplo, qual o lucro da corretora e de onde ele vêm (é de ações ou renda fixa?), patrimônio, como ela está no mercado (p. ex., se ela é a segunda no ranking do Tesouro, quem é a primeira, e porque a Rico não é mais). Também seria interessante saber se a Rico ganha algo nessa parceria com a Vérios (ou não), sei lá. Enfim, acho importante uma abordagem crítica, saber as qualidades e os defeitos da corretora, os acertos e os erros, que todas as empresas possuem.
    Abraço

    • Danylo Martins

      Oi, Lavoro. Obrigado pelo comentário. Como a XP comprou a Rico e a operação ainda depende de aprovação do Banco Central, a corretora está dando poucas entrevistas. Por isso, não consegui mais detalhes sobre a empresa. Abraços.

  • Eric Santos

    A Rico já passou da hora de parar de cobrar taxa de custódia em ações e ETF’s.

  • Raquel

    Já sou cliente verios e consequentemente da Rico. Minha dúvida eh com relação a investir em ações usando a Rico pois toda vez que eu transfiro dinheiro pra minha conta Rico, a Verios já toma e faz o investimento na minha carteira. Como faço pra mudar meu perfil investidor na verios de modo a ficar mais agressivo?

    • Isabella Paschuini

      Oi, Raquel! Tudo bem?

      Para mudar o nível de risco na sua carteira basta entrar em contato com nossa equipe pelo chat e solicitar! Acho importante também informar que nós recomendamos evitar trocar de risco com frequência, o ideal é se manter no risco alinhado ao seu perfil e objetivos. Se quiser podemos conversar melhor sobre isso!

      Sobre investir em ações usando a Rico, pois é, tem essa limitação. Como sua conta está “plugada” na Vérios e o robô Ueslei tá lá o dia todo atento para o seu dinheiro não ficar parado, nós aplicamos automaticamente os valores que você deposita. Se você pretende investir em ações por conta própria, com outra estratégia, recomendamos abrir conta em outra corretora 🙁

      Espero ter ajudado!
      Abraços