Postado em: Planejamento pessoal>Plano de investimento, Tipos de investimentos>Fundos de investimentoPor:
23 de Janeiro de 2014 Ultima atualização: 17 de agosto de 2018

Risco e volatilidade dos fundos de investimento

23 de Janeiro de 2014

Risco é a probabilidade de se obter retornos negativos ou abaixo do esperado. 

Apesar de não ser uma medida perfeita, a volatilidade é a forma mais comum de se estimar o risco de investimentos. Ela é afetada pela intensidade e frequência das oscilações que o fundo apresentou historicamente. Maior volatilidade significa maior imprevisibilidade do rendimento, que é um dos riscos de investir.

Analisando o risco no gráfico de underwater

Outra forma interessante de ver o risco é o gráfico de underwater. Esse gráfico desconsidera todos os ganhos do investimento e mostra apenas as perdas.

Assim, é possível observar visualmente as maiores perdas que o investimento apresentou no passado, do pico até o o pior momento, e quanto tempo demorou para os investidores recuperarem aquele prejuízo.

Veja este exemplo:

Exemplo de pico de perda e recuperação de um fundo no gráfico underwater

Você ficaria confortável nesse fundo durante a crise de 2008?

Se você conseguiu responder (sim ou não), o gráfico cumpriu sua função: evidenciar um tipo de risco.

A tolerância a risco não é uma questão de coragem. Dependendo do prazo do seu investimento, você tem mais ou menos capacidade para assumir riscos. E mesmo que se tenha prazo de sobra, talvez você seja uma pessoa avessa a risco. Se você nunca perdeu dinheiro com um investimento, é mais difícil saber qual o seu grau de tolerância. Uma forma de começar a descobrir é com os testes de perfil do investidor ou de perfil de risco.

Em resumo

Todo investimento envolve algum tipo de risco. O importante é saber se os seus investimentos são adequados para o seu perfil de tolerância a risco.

Volatilidade

Quanto menor, menos risco. Mas há exceções. Há vários tipos de risco que não são medidos pela volatilidade, como o risco de crédito e risco de liquidez, por exemplo. De qualquer forma, pessoas conservadoras devem evitar investimentos com alta volatilidade.

Underwater

É uma boa forma de observar os piores momentos da história de um fundo. Avalie as perdas. Quais foram as maiores? Com que frequência ocorrem? Quanto tempo duram? Antes de investir, responda: você ficaria confortável com essas perdas?

——–
Gostou deste artigo? Ele faz parte de um guia completo, que busca responder uma dúvida muito comum: Como escolher um fundo de investimento? Clique para ler.

Este artigo foi útil para você?
Risco e volatilidade dos fundos de investimento
5 (100%) 13 votes

Compartilhe:
23 de Janeiro de 2014
Ultima atualização: 17 de agosto de 2018

Você pode gostar também…

36776 min de leitura

Saiba avaliar investimentos com o gráfico underwater

Na última semana, lançamos mais um gráfico, o Underwater Curve, que está disponível nas lâminas e nas comparações de fundos. Esse gráfico exclui todos os ganhos ...

Continue lendo
128N/A5 min de leitura

Raso ou profundo? Entenda este novo conceito em gestão de risco

Quem investe sabe que perdas fazem parte do risco. Alguns prejuízos são recuperáveis, outros não. Saiba diferenciar riscos rasos e profundos e conheça a nova forma d...

Continue lendo
10415 min de leitura

O custo de aprender ou o risco de confiar?

Para investir melhor, é preciso compreender profundamente o mercado financeiro, ou recorrer a um especialista. Contudo, esse dilema não é restrito aos seus investiment...

Continue lendo
663218 min de leitura

6 comportamentos financeiros que você deveria abandonar

Estudando o processo de tomada de decisões de investimento e experiências anteriores de nossos clientes, identificamos seis comportamentos financeiros que podem lhe cau...

Continue lendo
597186 min de leitura

Investimento da moda: a boa oportunidade que já passou

No dicionário, moda é o valor ou comportamento que mais se repete. É uma palavra comum na análise estatística de bases amostrais, e também nas discussões do dia a ...

Continue lendo

Autores

CEO da Vérios, a fintech que te ajuda a fazer investimentos inteligentes, de forma fácil, rentável e segura. Pode confiar. Felipe conta com mais de 10 anos de atuação no mercado financeiro, e em 2011 cofundou o site Comparação de Fundos, primeiro a dar transparência a mais de 15 mil fundos de investimento. É advogado pela USP e pós-graduado em Finanças Corporativas e Investment Banking pela FIA.

Comentários