Postado em: Destaques, Economia Por:
3 de julho de 2018 Ultima atualização: 3 de julho de 2018

Taxa Selic para iniciantes: tudo sobre a taxa básica de juros

3 de julho de 2018

A taxa Selic é a taxa básica de juros da economia brasileira, definida pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

A Selic influencia todas as outras taxas de juros cobradas pelos bancos em empréstimos e oferecidas como rendimento por diversos produtos de investimentos em renda fixa pós-fixados. Ou seja, é uma taxa de referência que norteia todas as outras taxas de juros.

Mas o que a taxa Selic tem a ver com você e com seus investimentos? Para que ela serve? Por que as mudanças na taxa Selic são importantes? É sobre isso que vamos falar neste artigo.

A importância da taxa Selic

“Na reunião de hoje o Copom decidiu manter a taxa Selic em 6,5% ao ano…”

Você já deve ter ouvido algo parecido em sites, no rádio, na TV… A taxa Selic está sempre presente nos noticiários, com especialistas fazendo projeções e comentários. Afinal, ela é a mais importante taxa de juros da economia brasileira.

Mais do que isso, a taxa Selic é também um instrumento de política monetária que permite controlar a inflação e o nível de investimento do país, por exemplo.

Lembrando que juros são a remuneração cobrada pelos financiamentos, ou seja, empréstimo de dinheiro. Pois é, entre as instituições do mercado financeiro há operações de financiamento o tempo todo. O dinheiro vai pra lá e pra cá diariamente, e a Selic tem um papel fundamental ao uniformizar a taxa de juros desses financiamentos.

Histórico da taxa Selic

11363

Fonte: Banco Central

Mas de onde vem a palavra Selic?

Selic é a sigla para Sistema Especial de Liquidação e Custódia, o sistema que registra e monitora as operações financeiras diárias com títulos públicos. O Selic emprestou seu nome à taxa básica de juros que é apurada… pelo Selic!

Quando alguém fala “o” Selic, está se referindo ao sistema de liquidação e custódia. Já “a” Selic é a taxa básica de juros, apurada por meio deste sistema. Deu para entender a diferença?

Na definição do Banco Central do Brasil, a taxa Selic é “a taxa média ajustada dos financiamentos diários apurados no Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic) para títulos federais.”

Taxa Selic meta x taxa Selic over

Existem dois tipos de taxa Selic:

Taxa Selic meta

A taxa Selic meta é a mais importante para você e por isso ela é o foco deste artigo. O nome é esse pois essa taxa é a meta que o Comitê de Política Monetária (Copom) estipula para os juros básicos do país nas famosas reuniões realizadas a cada 45 dias em Brasília.

A Selic meta está em 6,50% ao ano (julho de 2018). Como vimos, a taxa é calculada e varia diariamente, mas sempre fica muito próxima à meta.

Como vimos antes, a taxa Selic meta serve de referência para definir todas as demais taxas de juros praticadas no Brasil.

Taxa Selic over

Além da taxa Selic meta, existe ainda a taxa Selic over. Ela é a média ponderada de todas as operações financeiras registradas no sistema Selic lastreadas em títulos públicos federais.

Mas o que são essas operações financeiras lastreadas em títulos públicos? São operações que os bancos precisam fazer todos os dias para zerar suas posições financeiras. A média ponderada dos juros pagos por esses depósitos que os bancos fazem constitui a taxa Selic over.

Você sabia? A taxa Selic over é sempre um pouquinho menor que a taxa Selic meta.

Taxa Selic e CDI

Quem tem aplicações de renda fixa provavelmente já ouviu falar do CDI, o Certificado de Depósito Interbancário. Ele é um indicador que anda junto com a Selic, mas há uma diferença.

No vídeo abaixo explicamos o que distingue as duas taxas:

Gostou do vídeo? Temos vários outros para você aprender sobre investimentos! Conheça o canal da Vérios no YouTube.

Taxa Selic e os investimentos

Como vimos, a taxa Selic serve como parâmetro para que os juros dos bancos e outras instituições financeiras sejam calculados.

Quando o governo diminui a Selic, as taxas cobradas pelos bancos nos empréstimos e as taxas pagas como remuneração dos investimentos também diminuem.

Exemplos de investimentos com rendimento diretamente atrelado à Selic:

Tesouro Selic

Esse tipo de título público oferecido pelo Tesouro Direto é considerado o investimento mais seguro da economia brasileira. O rendimento é atrelado à taxa Selic.

Poupança

Talvez você não saiba, mas o quanto a sua caderneta de poupança vai render também depende da taxa básica de juros da economia.

Existem duas possibilidades:

  • Quando a Selic é maior que 8,50% ao ano, a poupança tem rendimento de 0,50% ao mês + TR (taxa referencial)
  • Quando a Selic é menor ou igual a 8,5% ao ano, a poupança rende o equivalente a 70% da taxa Selic vigente no período

CDB, LCI e LCA

Os títulos privados do tipo CDB, LCI e LCA são emitidos por bancos e sua rentabilidade é geralmente atrelada ao CDI (que, por sua vez, anda junto com a Selic).

A Selic como instrumento de política monetária

Por que a Selic sobe e desce? Quais critérios o Copom usa para determinar qual é a meta da Selic?

Se a intenção do governo é movimentar a economia e incentivar o consumo, ele reduz o valor da taxa Selic. Por outro lado, se a inflação aumenta e começa a incomodar, o governo faz com que a meta da Selic diminua, para que a economia esfrie e cesse o aumento dos preços.

A taxa de desemprego do país também é impactada pela Selic, você consegue imaginar o porquê?

Quando a taxa Selic aumenta e freia o consumo, as empresas vendem menos. Com isso, acabam demitindo funcionários para compensar a queda nas vendas. Da mesma forma, com a Selic mais baixa e o consumo crescendo, em tese as empresas acabam contratando mais funcionários para dar conta da demanda.

Brasil: uma das taxas de juros mais altas do mundo

Sim, o Brasil tem uma das mais altas taxas de juros de todo o mundo.

Em 2018, o Brasil conseguiu sua melhor posição histórica no ranking de juros reais, ou seja, juros descontados da inflação: 2,89% ao ano.

Ainda assim, nosso país está no topo do ranking. Apenas quatro países têm juros maiores que o Brasil: Argentina, Turquia, Rússia e México.

A taxa de juros real é calculada com o desconto da inflação no período.

Nessa conta, a Venezuela, que tem uma taxa mais de três vezes mais alta que o Brasil (21,78% ao ano), é a último colocada no ranking dos juros reais, já que sua inflação é exorbitante.

Leia também: Rentabilidade real: quanto seu dinheiro está realmente rendendo?

Este artigo foi útil para você?
Taxa Selic para iniciantes: tudo sobre a taxa básica de juros
4.9 (98.57%) 14 votes

Postado em: Destaques, Economia
Por:
3 de julho de 2018
Ultima atualização: 3 de julho de 2018

Você pode gostar também…

77 48 2 min de leitura

Curso de investimentos para iniciantes: inscreva-se para videoaulas gratuitas

Aqui na Vérios temos uma grande preocupação com educação financeira. Sim, queremos que as pessoas invistam conosco, mas, antes disso, queremos que elas entendam por...

Continue lendo
51 8 24 min de leitura

Planejamento financeiro: como fazer? Um guia simples e eficaz

Talvez você já tenha tentado se planejar financeiramente alguma vez na vida, mas não sabia se estava indo no caminho certo. Talvez você já tenha pensado mil vezes em...

Continue lendo
46 28 5 min de leitura

Tesouro Selic (LFT): o que é? É possível perder dinheiro?

Dentre os títulos disponíveis para investimento no Tesouro Direto, o Tesouro Selic (LFT) é aquele de comportamento mais estável, sem oscilações relevantes. Não há...

Continue lendo

Comentários