Vérios no Valor Econômico: “Robô recomenda os investimentos”

Vérios no Valor: investir com robô

O jornal Valor Econômico publicou no dia 25/11 uma reportagem sobre “uma das inovações financeiras mais promissoras”, a automatização de investimentos por meio dos robo-advisors (robôs conselheiros). A Vérios ganhou destaque entre as fintechs que atuam no segmento.

A jornalista Carmen Nery ressaltou que o serviço oferece preços mais acessíveis e minimiza conflitos de interesses: “Um robô faz uma recomendação neutra baseada no uso de algoritmos para traçar o perfil do investidor e sugerir uma carteira de aplicações.”

A reportagem aborda aspectos regulatórios sobre a prestação do serviço de robo-advisor no Brasil. Vale lembrar que a Vérios é uma gestora de recursos credenciada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Confira o trecho sobre a Vérios:

Em vigor desde janeiro, a instrução CVM 558 animou as fintechs a também atuarem como gestoras. Um exemplo é a Vérios, lançada por Felipe Sotto-Maior em 2015. Três anos antes, ele havia criado um portal de comparação de 11 mil fundos, sendo cadastrado na CVM como agente autônomo e remunerado pelos fundos que indicava. Incomodado com o conflito de interesse, criou, em 2013, a marca Vérios e, em 2015, mudou o modelo da empresa para o de robô advisor, com licença de administradora de carteira.

“A remuneração agora é por uma taxa de administração de 0,95% ao ano com todos os custos incluídos. Fazemos a recomendação para investimentos em fundos ETF e Tesouro Direto, e, se o cliente concordar, a Vérios faz o investimento. Operamos com clientes com investimento a partir de R$ 12 mil”, explica Sotto-Maior, CEO da Vérios.

Clique aqui para ler a reportagem na íntegra.

banner-news-tipos

Categorias: Carteira inteligente, Por dentro da Vérios, Vérios na mídia